MC Bin Laden diz que duetos com Gorillaz têm uma batida ‘de festa junina’ e outra ‘brisada e relax’

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

“Eu falei que gosto de cantar mais agressivo, um flow mais acelerado. E aí na hora que ele me ouviu cantando falou: ‘É isso mesmo que eu quero!'” MC Bin Laden narrou esses e outros momentos do encontro com Damon Albarn, líder do Gorillaz, na noite de quinta-feira (19) no Rio.

Veja 5 coisas que ele contou sobre a parceria:

  1. Eles gravaram duas músicas. Uma “parecia festa junina”, com pegada brasileira misturada a um “gravezão” gringo, ele descreve. A outra tem uma “vibe relax”, ao estilo Gorillaz mesmo.
  2. A letra do MC para a primeira foi um “funk underground”, com versos ousados que incluem o trecho “sua prima me mamou”. A outra é mais “brisada”, viajada.
  3. Os dois ficaram cerca de 5 horas no estúdio, que fica no Jardim Botânico e pertence a Dado Villa Lobos, ex-Legião Urbana. Mas Dado não estava lá.
  4. Damon Albarn conheceu o som do MC Bin Laden através do rapper britânico Slowthai, que já cantou com o Gorillaz.
  5. As músicas não têm nome, e o brasileiro não sabe quando ou como devem sair. Ele só soube que Damon estava fazendo esses beats para o próximo álbum do Gorillaz.

MC Bin Laden estava animado na conversa. Ele entrou para a produtora GR6, a maior de São Paulo, e está cheio de projetos. Ele diz que também tem uma música com o DJ Skrillex pronta, e que chegou a ter contato com a equipe de Charli XCX, mas o encontro não foi para frente ainda.

Leia a conversa completa abaixo:

Como foi esse contato?

MC Bin Laden- Eles deram uma entrevista falando que tinham tentado entrar em contato comigo (em novembro de 2021 Damon disse que queria trabalhar com MC Bin Laden para a edição em espanhol da revista “Rolling Stone”; depois ele disse a um fã brasileiro que tentou entrar em contato com o MC mas não tinha conseguido).

Mas a gente não viu nada, e eu acabei mandando mensagem para eles no Instagram. Aí a assessora dele respondeu, começamos a conversar e eu pus ela em contato com meu assessor também. Quando ela respondeu, ele já estava aqui no Brasil, em Curitiba.

Eles falaram que iam estar no Rio de Janeiro e que topariam encontrar. E se rolasse, se batesse a energia, a ideia era a gente fazer um som junto. Aí eu fui para o Rio.

E como foi o encontro?

MC Bin Laden- Foi em um estúdio que tinha muita coisa da Legião Urbana. Eu não lembro o nome, mas era um estúdio muito ‘top’ (a assessoria do MC diz que era o estúdio RockIt, de Dado Villa Lobos, da Legião Urbana, no Jardim Botânico, Zona Sul do Rio. Dado não estava lá).

Eu viajei ontem, quinta-feira (19), de manhã, de carro. A gente foi para um hotel, ficou esperando lá, eles falaram que tinha atrasado um pouco o voo, mas quando chegaram foram direto para o estúdio, que era para a gente colar lá.

Como foi a conversa chegando lá?

MC Bin Laden- Tinha um tradutor lá, então a conversa ficou mais fácil. Mas eu preciso voltar para as minhas aulas de inglês.

Ele já estava lá estava fazendo o CD novo dele, que eles vão lançar. Ele tava criando um beat desse CD.

E aí a gente chegou, começou meio que a falar de música, falou dos shows, falamos da onde eu fiquei quando fui em Londres, uma ideia normal. Aí ele foi terminar de produzir os beats e deu um salve para eu colar.

Como eram esses beats?

MC Bin Laden- Ah, muito loucos, mano. Tem um que ele fez, mano, parecia que era festa junina. Era uma mistura assim, tipo muito grave, mas ele jogou uma parada que era bem junina mesmo, ficou foda.

Junina tipo forró? Uma coisa brasileira? Latina?

MC Bin Laden- Era bem brasileiro mesmo. É uma pegada brasileira, mas a levada é gringa, com um gravezão. Uma mistura que eu nunca tinha ouvido.

E o outro beat era bem estilo dele. Bem ‘vibezinha’ mesmo. Bem ‘good vibes’, bem relax. Eu gravei, em portugês, depois ele fez a parte dele em inglês.

Tinha outro brasileiro fazendo esse primeiro beat com ele lá?

MC Bin Laden- Não, era só ele.

Essas músicas têm nome? Sobre o que você cantou?

MC Bin Laden- Não têm nome ainda. Essa da vibe relax é sobre não saber onde a pessoa está. Tipo “onde eu estou? Onde a gente tá?”.

A outra eu só joguei o funk mesmo, o underground. É tipo uma mina que está com ciúmes porque a prima dela ficou comigo e quer dar para mim também.

Ele me deixou à vontade para escrever o que eu quisesse. Aí eu falei: ‘vamos mil grau porque a galera tem que entender que ‘nóis’ é isso.’

Ele só pediu para eu sentir a música, me sentir bem e entrar na energia

Eu falei que eu gosto de cantar mais agressivo, um flow mais acelerado. E aí na hora que ele me ouviu cantando falou: “É isso mesmo que eu quero, é isso mesmo!”

Alguma coisa que não podia ter na letra?

MC Bin Laden- Não, ele falou: é isso, ‘vamo brisar’, tá ligado?

Você pode me contar como são os seus versos?

MC Bin Laden- A primeira é tipo: “eu já fiquei sabendo que tu tava me querendo / as suas amigas se envolvendo / ela veio e me falou / que ela ficou sabendo (…) quer viver esse momento / que sua prima me mamou”

A outra é muito brisada. “Toma hit / de repente / faz o drink / brindar com a gente / porque os moleque tá vivendo uma vida consequente / viajando pro fundo do futuro subconsciente / Toma lá, toma cá / tenta vir para trocar / Se eu estiver sonhando não precisa me acordar /Tô vendo meu passado no presente / e o presente no futuro / e o futuro pisando no ar”

Elas vão estar no disco? Tem alguma data ou sabe de mais coisa?

MC Bin Laden- Ele não falou de data, a única coisa que falou é que esses beats ele estava produzindo para o disco que ele vai lançar agora, mas a gente não sabe nada mais. E ele só falou que ia ser muito foda, depois que lançasse o som, sentir a energia quando a gente se juntasse num show.

E o Damon te falou como conheceu seu som?

MC Bin Laden- Ele falou que foi outro artista britânico que apresentou meu som para ele, o Slowthai. Como a gente vai para Londres fazer show no mês que vem, vou tentar dar um salve nele. (Slowthai colaborou em 2020 com o Gorillaz, na faixa “Momentary Bliss”).

Além desse show em Londres, quais são seus planos agora?

MC Bin Laden- Anteontem eu gravei um som com o Jerry Smith. Tenho duas músicas com o DJ Wesley Gonzaga, acho que semana que vem gravo os clipes. Tenho um feat com o Dinho Alves, o Topre e o Pierre. Vou gravar um set com o Don Juan, Davi e Pedrinho. Estou voltando a trabalhar bastante. Estou na GR6 e a gente montou um projetão bem massa, grande.

E vou tentar reativar um contato, porque mais de uma vez a gente chegou a conversar com a Charli.

MC Bin Laden- Isso, a gente ia organizar, mas o DJ que estava no Brasil e estava no projeto dela não deu tanta atenção. A gente vai tentar reativar o contato.

Você falou pelo Instagram? Com a Charli XCX mesmo?

MC Bin Laden- Foi com o produtor dela. Mas acho que ela estava ciente. Vamos tentar reativar. E tem uma música com o Skrillex, que já está produzida, vamos ver se ele solta.

Vai lá descansar (ele tinha acabado de chegar em casa em SP da viagem de madrugada de carro do Rio depois de gravar com o Gorillaz). Obrigado.

MC Bin Laden- Valeu, monstrão, tamo junto.

Fonte: Pop & Arte