'Marvel Snap': Melhor jogo de celulares no Game Awards 2022 atrai público com simplicidade


‘É muito importante para nós que o jogo seja acessível, mas também estrategicamente profundo’, diz ao g1 diretora de produção do game de cartas com heróis da editora. Foram necessários menos de dois meses para que “Marvel Snap” conquistasse o público e ganhasse o prêmio de melhor jogo para dispositivos móveis no Game Awards 2022, nesta quinta-feira (8), em votação aberta ao jogadores.
Game Awards 2022: Veja lista completa dos vencedores
Para superar adaptações de gigantes da indústria e concorrentes com vida muito mais longa no mercado, o pequeno (e jovem) estúdio Second Dinner apostou na simplicidade – e heróis dos quadrinhos nunca atrapalham.
“É muito importante para nós que o jogo seja acessível, mas também estrategicamente profundo.”
É o que conta a diretora de produção do game, Julia Humphreys, em entrevista ao g1. “É fácil para um jogador novo, até mesmo no gênero, entender e começar a batalhar rapidamente.”
Para vencer o prêmio, “Marvel Snap” teve de superar concorrentes de peso como “Apex Legends Mobile”, “Diablo Immortal” e “Genshin Impact”.
“É um clichê, mas é muito verdade. É uma honra só ter sido incluído ao lado desses outros games incríveis. Somos tão jovens. Sabe, esse é o nosso primeiro jogo do estúdio. Então é realmente inacreditável e maravilhoso.”
E é isso. A conquista fica ainda maior ao lembrar que o jogo de cartas online é o primeiro lançamento da empresa fundada em 2018 por Ben Brode, um dos criadores do grande exemplar do gênero da Blizzard, “Hearthstone”.
Cartas de ‘Marvel Snap’ têm poder e habilidade diferentes
Reprodução
Inevitável
“Marvel Snap” coloca dois jogadores para se enfrentarem usando um baralho com 12 cartas. Cada uma delas representa um herói ou vilão da editora, com nível de poder, custo de energia e habilidade diferentes.
O objetivo é muito simples. Ganha quem tiver mais poder em duas das três localizações presentes na partida. Como elas têm características próprias que influenciam nas estratégias e são revezadas, as batalhas são sempre muito diferentes.
O nome do jogo, é claro, é tirado do estalar de dedos (“snap”, em inglês) de Thanos ao final de “Vingadores: Guerra Infinita”, responsável pela extinção de 50% de toda vida no universo.
Mas o game não se inspira tão diretamente. Ao invés de tirar vida, o snap dobra os pontos dados pela vitória – ou então perdidos na derrota.
A dinâmica apresentada sempre foi mais ou menos essa, desde o começo da ideia para o game, ainda nos primeiros dias do estúdio. E foi tão certeira que nem seus criadores conseguiam acreditar.
“Na verdade, eles chegaram a ela tão rápido que não confiaram, porque pensaram: ‘certamente não vamos acertar logo no primeiro jogo que tentamos’. Então eles deixaram de lado e foram trabalhar em outros projetos”, conta Humphreys.
A história é de antes de sua entrada na equipe, um time enxuto com cerca de 60 desenvolvedores que trabalham de forma remota na maioria, então isso é o que ela ouviu falar, mas em outras entrevistas Brode conta algo parecido.
No fim, assim como a vitória temporária de Thanos, “Marvel Snap” era inevitável.
‘Marvel Snap’ oferece inúmeros heróis e vilões dos quadrinhos
Reprodução
Agilidade nos números
Outra característica que tem agradado os jogadores é a agilidade com que o estúdio tem ouvido e respondido a reclamações, sugestões e pedidos.
Um exemplo é o que aconteceu durante os testes beta, quando a empresa introduziu um sistema chamado “Nexus event”, que dava ao público a possibilidade de comprar caixas com recompensas aleatórias – as infames “loot boxes”.
A reação da comunidade foi tão rápida e forte que a Second Dinner retirou a novidade do ar em pouco tempo. Atualmente, a promessa é de que algo parecido não dê mais as caras.
“Há muitas coisas maravilhosas em ser um estúdio menor, sob a perspectiva de desenvolvimento”, diz a diretora de produção.
“Eu acho de verdade que nos ajuda a ser ágeis em algumas dessas situações.”
Apesar do sucesso com jogadores e com críticos, a equipe sabe que ainda tem alguns problemas. Por isso, ela promete que estão trabalhando em algumas melhorias que facilitarão a vida dos usuários e em novidades mais pontuais em relação a cartas e localizações.
“O catálogo da Marvel em relação a personagens e locais conhecidos é tão grande que o maior desafio ao trabalhar com eles é: como escolher qual será o próximo. E eles continuam sempre a expandir, tanto nos quadrinhos quanto no cinema e em séries, então vocês podem sempre esperar novas referências por um bom tempo.”

Fonte: Pop & Arte