Marina volta ao Lolla festejada, mas parece ‘popstar de laboratório’ | Lollapalooza 2022

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Marina, a cantora antes conhecida como Marina and the Diamonds, mostrou nesta sexta-feira (25) que nasceu para ser atração do Lollapalooza. A performance teatral deu tão certo na edição de 2016 que ela agora foi promovida de palco.

A relação com o festival, no entanto, havia começado meio estranha: ela foi anunciada em 2015, mas acabou cancelando em cima da hora.

Mas esse climão já passou, se é que um dia existiu. A cantora galesa tem controle de tudo o que está fazendo. Talvez até demais.

É irônico ouvi-la cantando que não é uma robô (“I Am Not a Robot”) ou versando sobre ser humana (“To be human”). Marina é uma popstar. O problema é que, às vezes, parece uma popstar feita em laboratório.

Com voz excelente, ela vai do grave ao agudo em questão de segundos. Em “Ancient Dreams in a Modern Land”, primeira da noite, pede que o técnico de som aumente um pouco o som da voz dela.

Há momentos de mais voz ao vivo e outros com playback, ou vozes dela mesma pré-gravadas tocadas no fundo. Em “Oh No!”, ela afasta por descuido o microfone durante uma parte que parecia ao vivo. O vocal segue inalterado.

Marina usa cola no celular para agradecer público do Lollapalooza em português

Com inglês de Papa ou de Paul McCartney, ela se esforça para dizer “Boa noite, São Paulo” e falar em português que está “muito o feliz de estar aqui”.

O show sai do roteiro quando ela fala de política, ao elogiar os fãs que cantavam tudo perto do palco. “F… Putin, f… Bolsonaro. Estamos cansados dessa energia. Vocês são a nova geração e as coisas vão mudar. Eu tenho orgulho de vocês serem meus fãs.”

O melhor fica para o final, com duas das mais conhecidas da carreira. Em “How to Be a Heartbreaker”, alterna versos falados e cantados ao ditar regras para partir corações. Na despedida, “Primadonna” resume a apresentação: talento e voz versátil, mas falta um algo mais.



Fonte: Pop & Arte