Jamie Lee Curtis diz que família Strode é legado de Debra Hill e dedica ‘Halloween Kills’ à amiga: ‘Ela amaria’

0
19


Em entrevista à Jovem Pan, estrela de franquia de terror se emocionou ao lembrar da co-roteirista do filme original, lançado há mais de 40 anos

Divulgação/Universal PicturesAs atrizes Judy Greer (à esq,), Jamie Lee Curtis (centro) e Andi Matichak (á dir.) em cena do filme “Halloween Kills”

Jamie Lee Curtis é uma das atrizes mais experientes do cenário atual de Hollywood. Tendo convivido com diversos diretores, roteiristas e produtores em seus inúmeros trabalhos, ela confessou à Jovem Pan que uma de suas melhores amigas veio no longa “Halloween”, produzido há mais de 40 anos. Ao conversar sobre “Halloween Kills: O Terror Continua”, lançado nesta última quinta-feira, 14, Jamie relembrou da amizade com Debra Hill, a co-roteirista do filme original, de 1978, e chegou a derramar algumas lágrimas com o fato de a franquia ter atualmente três mulheres como protagonistas.

“É tudo graças à Debra Hill e à contribuição que ela deu. Eu fico muito triste que ela não esteja aqui. Me faz chorar, porque ela era politizada, ela era uma feminista… Ela teria amado esses filmes”, contou a atriz, com a voz embargada. Para ela, Debra, que morreu em 2005, é a principal responsável pelo fato de termos três gerações da família Strode protagonizando o confronto contra Michael Myers nos cinemas. “Eu sinto que o legado dela é a família Strode. Não que ela tenha pré-determinado que, em algum momento, 40 anos depois, alguém escreveria um filme sobre a Laurie Strode, a filha e a neta dela, mas eu sinto que foi do texto original que o David [Gordon Green, diretor e roteirista de Halloween Kills] captou essa ideia, que deu origem a esta relação entre as três gerações”, comentou a atriz. 





Fonte: Jovem Pan