‘Hilda Furacão’ estreia no Globoplay; relembre minissérie | Pop & Arte

0
8


A minissérie “Hilda Furacão” estreia nesta segunda-feira (19) no Globoplay. Exibida em 1998, a obra de Glória Perez marcou a estreia de Ana Paula Arósio como protagonista, com uma trama de amor e sedução.

Para entrar no clima, o G1 relembra alguns dos principais momentos da minissérie, além de curiosidades, com dados do Memória Globo (leia mais ao fim da reportagem).

Webdoc minissérie - Hilda Furacão (1998)
Webdoc minissérie - Hilda Furacão (1998)

Webdoc minissérie – Hilda Furacão (1998)

Hilda Furacão (Ana Paula Arósio) é a prostituta mais desejada de Belo Horizonte nos anos 1950. Filha de uma família tradicional, ela rompe com a família e foge no dia de seu casamento.

A história é contada por Roberto Drummond (Danton Mello). O jovem idealista vai viver em Belo Horizonte com seus amigos de infância: o seminarista Malthus (Rodrigo Santoro), conhecido como “O Santo”, e Aramel (Thiago Lacerda), que quer ser ator em Hollywood.

Também estão no elenco: Matheus Nachtergaele, Rosi Campos, Arlete Salles, Eliane Giardini, Caio Junqueira, Carolina Kasting, Tatiana Issa, Eva Todor, Stênio Garcia, Tarcísio Meira, Paulo Autran e Marcos Frota.

Caio Junqueira e Danton Mello em ‘Hilda Furacão’ — Foto: Jorge Baumann

Hilda e Malthus se aproximam como nos contos de fadas: após uma tempestade, ela perde um sapato, que é encontrado pelo frei Malthus. Movida pela profecia feita por uma vidente, Hilda passa a assediá-lo. Para escapar à atração que sente por ela, o frei se pune.

Os dois decidem fugir juntos no dia 1º de abril de 1964, sem imaginar os protestos que tomaria os país. Malthus é preso por subversão e eles se desencontram por quatro anos.

Matheus Nachtergaele como Cintura Fina em ‘Hilda Furacão’ — Foto: Jorge Baumann

Conheça história da trilha sonora de novelas no podcast abaixo:

  • Para reconstituir o clima político no Brasil dos anos 1960, Gloria Perez contou com relatos de militantes do período, como o ator Mário Lago, que participou do elenco, e o ex-dirigente comunista Apolônio de Carvalho.
  • A série foi baseada no livro do mineiro Roberto Drummond, escrito em 1991, durante 64 dias.
  • “Resposta ao Tempo”, de Nana Caymmi, fez sucesso como abertura da minissérie.
  • Ana Paula Arósio estreou na TV Globo como protagonista de Hilda Furacão, trabalho que lhe rendeu sucesso de público e crítica. A atriz estava terminando um trabalho em outra emissora quando começaram as gravações em Minas Gerais. Algumas cenas externas e de outros núcleos foram gravadas antes de sua chegada.
  • Hilda Furacão foi vendida para países como Angola, Argentina, Cabo Verde, Chile, Honduras, México, Paraguai, Peru, Portugal, República Dominicana, Rússia e Venezuela. Em 2002, a minissérie foi lançada em DVD.



Fonte: Pop & Arte