Filho de Gugu rebate defesa de Rose Miriam e explica silêncio em audiência: ‘Tive que me segurar’

Mãe dos filhos do apresentador tenta provar na Justiça que eles tinham uma união estável; juiz da 9ª Vara de Família e Sucessões do foro Central de São Paulo adiou as outras duas audiências marcadas para esta semana

Reprodução/Instagram/joaoaugustoliberatoJoão Augusto com o pai, Gugu Liberato
João Augusto é o filho mais velho de Gugu Liberato e Rose Miriam Di Matteo

João Augusto, filho mais velho de Gugu Liberato, negou que ficou em silêncio por opção na audiência do caso em que a mãe, Rose Miriam Di Matteo, tenta provar que tinha uma união estável com o apresentador – que morreu em novembro de 2019 após sofrer um acidente doméstico. A primeira audiência aconteceu na segunda-feira, 22, no entanto, o juiz da 9ª Vara de Família e Sucessões do foro Central de São Paulo adiou para o próximo mês as audiências seguintes, que estavam marcadas para terça-feira, 23, e quarta-feira, 24. Em nota enviada à Jovem Pan, a defesa de Rose Miriam, o adiamento aconteceu “para que todas as testemunhas possam ser ouvidas”. Ainda de acordo com a equipe de jurídica da mãe dos filhos de Gugu, João Augusto, a irmã de Gugu, Aparecida Liberato, e o sobrinho do apresentador, André Liberato, “optaram por ficar em silêncio ante o juiz” na primeira audiência. Já as gêmeas Marina e Sofia testemunharam em favor da mãe

O primogênito de Gugu, que até então não havia se manifestado, divulgou uma nota nas redes sociais explicando por que não se pronunciou no primeiro dia de audiência. “Sou uma pessoa reservada e discreta como meu pai era. Eu realmente não queria me manifestar publicamente sobre este caso, mas todos os vazamentos sobre a audiência, e tudo que falaram ao meu respeito, me obrigaram a escrever esta mensagem”, declarou João Augusto. “Fiz questão de estar presente e não é verdade que preferi ficar calado durante a audiência, não me manifestei porque não era o momento de me ouvir. Fiquei muito surpreso quando falaram que decidi ficar calado. Porque, pelo contrário, tenho muito para falar e até tive que me segurar para não falar quando não era o momento. Foi muito triste ver e ouvir tantas coisas que não eram verdadeiras, mas eu respeitei as regras da audiência. Tudo o que venho vivendo é muito triste e incrivelmente desnecessário. Meu pai me ensinou tantas coisas e o que eu quero é seguir minha vida honrando isso tudo.”

O filho de Rose Miriam definiu o pai como “um homem correto, sincero, humilde, generoso e muito reservado” e afirmou que tudo o que ele fazia “era muito bem pensado e suas decisões foram sempre focadas para o bem maior de todos”. “Quem realmente o conheceu sabe da sua forte integridade e inteligência em tomar decisões. E hoje eu vejo sua vida e história sendo desrespeitada com um monte de mentiras. Meu pai não merece isso e eu vou fazer de tudo para defender a verdade e a sua memória”, concluiu o jovem. Gugu deixou um patrimônio estimado em R$ 1 bilhão. No testamento, o apresentador destinou 75% da herança para os três filhos e os 25% restantes para os cinco sobrinhos. Ele também assegurou uma pensão fixa para a mãe, Maria do Céu. Rose Miriam não foi citada no testamento e, por isso, procurou a Justiça. Caso comprove que possuía uma união estável com Gugu, ela passa a ter direito a 50% da herança. 



Fonte: Jovem Pan