Felipe Prior é eliminado do BBB 20 em paredão com 1,5 bilhão de votos

0
42

Com 56,73% dos votos, Felipe Prior foi o décimo eliminado do BBB 20 na noite de terça-feira (31). A eliminação, além de muito celebrada por quem torcia para a saída do arquiteto, também foi histórica: foram mais de 1,5 bilhão de votos computados.

Prior perdeu a disputa para Manu Gavassi e Mari, que obtiveram 42,51% e 0,76%, respectivamente.

Ao anunciar o eliminado, Tiago Leifert deu uma cutucada nos dois principais opositores do jogo até então. “Vocês são opostos. Vocês são muito diferentes. Eu acho que falta, na Manu, um pouco do sangue do Prior, e falta, no Prior, um pouco da frieza da Manu”. Após informar que Prior estava fora da casa, o arquiteto ficou visivelmente abalado.

Do lado de fora, Prior admitiu que já não tolerava mais o comportamento dos colegas. “Eu acho que, de início, no começo do programa, aqueles fatos que ocorreram me desestabilizaram muito. Eu renasci, só que eu já estava esgotado com o pessoal. Eu não aguentava mais. Estava vendo muita hipocrisia nas pessoas. Tudo era muito lindo e maravilhoso… A vida não é assim.”

Sobre Babu, Prior disse: “Eu estava, na realidade, querendo defender ele. Talvez eu me prejudiquei em relação a isso. Querer combinar um voto em uma festa me prejudicou”.

Globo descarta fraude em votos

O Paredão histórico do BBB 20 registrou exatos 1.532.944.337 votos, sendo 56,73% desse total para Felipe Prior contra 42,51% de Manu Gavassi; Mari registrou 0,76% dos votos.

À tarde, Tiago Leifert anunciou que a votação já atingira 1 bilhão de votos e o assunto foi um dos mais comentados nas redes sociais, levantando as suspeitas de uma possível mobilização dos fãs ou uso de robôs nas redes sociais.

Famosos declararam abertamente seus votos à Manu e Prior, polarizando a discussão na web, que virou meme.

À Folha, a TV Globo descartou a possibilidade de fraude ou manipulação dos votos afirmando que “o sistema de votação utilizado no Big Brother Brasil e demais reality shows da Globo possui mecanismos de segurança e de monitoração”.

Segundo a emissora, as “equipes de tecnologia também acompanham o funcionamento do sistema de votação durante todo o período em que o paredão fica aberto”, sem indício “de votos realizados por robôs ou outros mecanismos de fraude”.


Fonte: Jovem Pan