Discussão sobre impeachment morre e Rodrigo Maia diz: “E daí?”

0
28



Sentado em uma cadeira feita de pedidos de impeachment, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, declarou em entrevista ao programa Roda Viva que não vê crimes atribuídos ao presidente Jair Bolsonaro que justifiquem a abertura de um processo de impedimento.

A quantidade de tecido utilizada na passada de pano movimentou a indústria têxtil e reaqueceu a economia. “Abrir um processo de impeachment agora seria como injetar ozônio no reto, não teria efeito nenhum”, declarou Maia. No dia seguinte, ao ser questionado sobre onde estariam os processos de impeachment, ele disse: “Não sei, eu não sou coveiro”.

Publicado em VEJA de 12 de agosto de 2020, edição nº 2699



Fonte: Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui