DiCaprio diz que novo filme é “presente único” contra mudança climática

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Por Jill Serjeant

LOS ANGELES (Reuters) – Leonardo DiCaprio classifica seu novo filme, “Não Olhe para Cima”, como um presente.

Não porque ele trabalhou com um elenco que inclui Jennifer Lawrence, Cate Blanchett, Meryl Streep, Timothée Chalamet e Jonah Hill, para mencionar somente alguns, mas porque o filme capta os perigos da mudança climática ao mesmo tempo em que faz as pessoas rirem.

“Acho que todos nós o vimos como um presente incrivelmente único”, disse o ator, um dos maiores ativistas ambientais de Hollywood.

“Estávamos querendo transmitir a mensagem sobre a crise do clima e Adam (McKay) realmente resolveu a charada ao criar esta narrativa”.

“Não Olhe para Cima”, que será lançado nos cinemas na sexta-feira e na Netflix no dia 24 de dezembro, tem uma visão satírica de como a mídia e os políticos tratam as questões do clima. A trama mostra como dois astrônomos sem importância (DiCaprio e Lawrence) tentam alertar um mundo que não parece se importar sobre um cometa enorme que destruirá a Terra em seis meses.

DiCaprio disse que estava querendo fazer um filme sobre a mudança climática há algum tempo, mas que encontrar a abordagem certa se mostrava difícil até agora.

“Ou você faz uma jornada existencial através da vida de uma pessoa, ou faz um filme-catástrofe em que Nova York congela”, explicou.

Streep interpreta uma presidente norte-americana egoísta e Hill vive seu filho e assessor-chefe bajulador. Blanchett e Tyler Perry encarnam âncoras de televisão entusiasmados, Chalamet é um adolescente que desistiu da escola e Mark Rylance vive um bilionário de tecnologia bizarro preocupado com seus interesses.

(Por Jill Serjeant e Lisa Richwine)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHB70TS-BASEIMAGE






Fonte: Mix Vale