Com George Clooney, ‘O Céu da Meia-Noite’ mescla ficção científica com dramas familiares

0
34


Longa conta a história de um cientista solitário que tenta ajudar um grupo de astronautas

Divulgação/NetflixGeorge Clooney protagoniza ‘O Céu da Meia-Noite’

Intenso e sensível, o filme “O Céu da Meia-Noite” chega a Netflix no próximo dia 23 de dezembro. O longa é protagonizado e dirigido por George Clooney e conta a história de um solitário cientista chamado Augustin e se passar em um cenário pós-apocalíptico. Na trama, ele tenta comunicação com uma equipe de astronautas que não sabe que eles não podem voltar para a Terra porque o planeta sofreu uma catástrofe global. Em sua jornada, ele é acompanhado por Iris (Caoilinn Springall), uma menina que aparentemente foi deixada na base em que ele se encontra, no Ártico. A ficção científica conta muitas cenas de ação e, os efeitos especiais que prometer tirar o fôlego do público, deram trabalho para o elenco durante as gravações. “É difícil para o ator imaginar cenas muito específicas”, explicou Clooney. Também foi necessária muita dedicação nas cenas em que os astronautas estão fora da nave. “Tivemos que treinar muito as cenas no espaço, mas foi muito divertido”, comentou a atriz Tiffany Boone, que vive a astronauta Maya Peters no longa.

O filme também aborda questões familiares e a consequência que as escolhas do passado podem ter no futuro. Sully, personagem da atriz Felicity Jones, deixa sua família para embarcar no Aether e, após passar anos no espaço, ela tenta fazer algum tipo de comunicação para poder voltar com sua equipe para a casa, sem imaginar o que aconteceu na Terra. A questão é que a astronauta não sabe de todos os detalhes do seu passado e esse conflito interno é um dos assuntos que norteiam o longa. “Ela sente que algo na sua vida não está completo”, afirmou a atriz. O filme está entre as apostas do Oscar 2021 e a história é baseada no livro de mesmo nome da escritora norte-americana Lily Brooks-Dalton. A obra literária será lançada no Brasil no primeiro semestre de 2021 pela editora Morro Branco.

 





Fonte: Jovem Pan