Bares e restaurantes digitalizam para melhorar serviços

A digitalização tomou conta do setor de bares e restaurantes. O sistema de delivery foi intensificado durante a pandemia de Covid-19, os cardápios, antes de papel, começam a migrar para os smartphones através de QR Codes, em um modelo mais sustentável. Os garçons, em alguns locais, deixam de servir o público, que se dirige até a torneira de chopp e com um cartão, consegue colocar exatamente a medida de chopp que quer, da forma como mais gosta.

A digitalização de processos em bares e restaurantes, segundo Thiago de Mello, cofundador da FabLab Hub e especialista em inovação de bares e restaurantes, vai reger a tônica do setor nos próximos anos: economia para os estabelecimentos e agilidade para os fregueses.

“A transformação digital é a maior dificuldade do setor. Enquanto algumas empresas já trabalham para digitalizar os processos de gestão, as menores têm dificuldade em fazer essas adequações, gerando custos a eles. Cerca de 72% das empresas dizem que a transformação digital é o maior desafio. Por outro lado, vemos que a brigada, as pessoas que trabalham no estabelecimento, geram 52% dos custos da empresa. Com a digitalização e automação de processos, e possível reduzir essa margem”, destacou Mello.

Com a digitalização de alguns serviços, bares de todos os
portes poderão oferecer maior segurança alimentar aos seus fregueses, bem como
experiências mais participativas. A participação ativa do cliente é uma das
tônicas do bar do futuro, que começa a se tornar realidade em diversos
estabelecimentos do Brasil.

A automação de processos é uma tendência que já se verifica em alguns estabelecimentos e que pode garantir uma melhor experiência aos usuários. Existem dificuldades dos estabelecimentos que refletem no atendimento e, por consequência, na dinâmica com os fregueses.

“Hoje, há soluções que são importantes aos estabelecimentos e que influenciam diretamente na experiência de quem frequenta o bar ou restaurante. A mão de obra, por exemplo, é sempre um problema aos donos de bares e restaurantes. Através de um aplicativo é possível fazer a contratação de garçons freelancers a partir da avaliação de outros estabelecimentos. Com outro, o bar ou restaurante tem a mesma possibilidade com artistas. Um bom atendimento e uma boa música influenciam no dia a dia do local. Essas ferramentas já são uma realidade”, explicou.

Oficina

Os conteúdos apresentados por Thiago de Mello fazem parte do conteúdo da oficina “FabLab Hub – inovações e tecnologias aplicadas para a Gastronomia e Hospitalidade”, ministrada durante o 37º Encontro da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), que está sendo realizado em Maringá (PR) até esta quinta-feira (10). Além dessa oficina, outras ações estão sendo realizadas, como “Engenharia de Cardápios”, “Gestão de Pessoas”, entre outros tópicos.

Além das palestras, durante o encontro está sendo realizado o Festival Sabores e da Canção, que reúne restaurantes, apresentações artísticas e espera cerca de 20 mil pessoas até o próximo sábado (12). O festival acontece no Parque do Japão, em Maringá (PR), com entrada franca e aberto ao público.

Fonte: PaiPee