Atriz faz acordo e se declara culpada em esquema de suborno de universidades

5

A atriz Lori Loughlin e seu marido, Mossimo Giannulli, aceitaram se declarar culpados de “conspiração” no caso em que são julgados por participarem de uma rede de subornos para matricular suas duas filhas na Universidade do Sul da Califórnia, informou o Departamento de Justiça dos Estados Unidos nesta quinta-feira (21).

Os dois vão apresentar a declaração de culpa diante do juiz Nathaniel M. Gorton no estado de Massachusetts em audiência que, segundo a rede de televisão CNN, deve acontecer nesta sexta (22).

Loughlin, de 55 anos, e Giannulli, de 56, pagaram US$ 500 mil em troca da entrada de suas filhas no time de remo da universidade, mesmo não praticando o esporte, mas para facilitar o trâmite de admissão da instituição.

A atriz, conhecida pelo papel de Rebecca na série “Três é Demais”, vai se declarar culpada de uma acusação de conspiração para cometer fraude eletrônica e postal, assim como seu marido, que além disso é acusado de planejar a fraude.

A admissão de culpa faz parte de um acordo judicial sujeito à aprovação do tribunal e pelo qual Loughlin receberá uma pena de dois meses de prisão, além de dois anos de liberdade condicional, uma multa de US$ 150 mil e terá que cumprir 100 horas de serviço comunitário.

Por sua vez, Giannulli será condenado a cinco meses de prisão, mais dois anos de liberdade condicional, multa de US$ 250 mil e terá que cumprir 250 horas de serviço comunitário.

Se não tivessem chegado a um acordo judicial, os dois poderiam receber até 20 anos de prisão por esses crimes.

A Universidade do Sul da Califórnia informou em outubro do ano passado que as filhas do casal não estavam mais entre seus alunos, mas se recusou a dar mais detalhes.

Cerca de 20 pais concordaram em se declarar culpados neste caso de subornos, entre eles a atriz Felicity Huffman, conhecida pelo papel de Lynette Scavo na série “Desperate Housewives”, que cumpriu 11 dias de uma pena de duas semanas de prisão por também pagar suborno para que sua filha conseguisse uma vaga na universidade.

*Com EFE


Fonte: Jovem Pan