Ator de ‘Sandy e Junior’ diz que foi estuprado por chimpanzé nos bastidores: ‘Saí em pânico’

Wagner Santisteban era menor de idade na época e foi parar no hospital após o episódio traumático

Reprodução/YouTube/venuspdcWagner Santisteban
Wagner Santisteban viveu o personagem Basílio na série ‘Sandy e Junior’

O ator Wagner Santisteban relatou um momento traumático que viveu nos bastidores da série “Sandy e Junior” (1999), da Globo. Na trama, ele vivia o personagem Basílio, que sofria bullying por carregar o estereótipo do “nerd zoado”. “Tinha um episódio que uma macaca fugia do circo e ia parar no colégio, meio [que uma estória de] desenho animado. Meu personagem estava vendo as meninas se trocarem no banheiro, bem seriado americano. Ele se escondia dentro de um armário para ver as meninas se trocando. Quando ele olhava para o lado, a macaca estava do lado dele e eu passava o episódio inteiro correndo e a macaca correndo [atrás de mim]”, lembrou o artista durante participação no podcast “Venus”. O problema dessa cena foi precisar contracenar com uma chimpanzé, que chegou nos estúdios dando sinais de que sofria maus tratos. “A macaca, de cara, chegou com uns cotocos de dedos, tinha umas cicatrizes, o treinados com várias cicatrizes [também], ela não tinha nenhum dente e [estava com] uma corrente.” 

Fora isso, o animal estava no cio e, segundo o ator, isso mudou tudo. “Ela só corria atrás de mim para no final pegar minha perna e ‘chinchar’ em uma bata que meu personagem usava, e eu tinha que deixar”, declarou Wagner, que na época tinha entre 16 e 17 anos. A última cena que ele gravou com a macaca foi a cena que seria exibida no início, na qual ambos se viam dentro do armário. Ele já estava posicionado no set de filmagens quando a chimpanzé chegou. “Ela me viu pela primeira vez parado. [Estava de costas e] não vi mais nada, ela me pegou igual [em uma luta de] UFC, me virou, me prendeu, começou a me socar e eu tentando sair. Era um bicho gigante, uma macaca muito forte. Ela começou a arrancar minha roupa, tufo de cabelo e a me morder, só que ela não tinha dentes, graças a Deus. Ninguém sabia o que fazer, nem o treinador. Para mim, durou uns 20 minutos, mas acho que foi bem menos. Ela me deixou pelado e eu fui literalmente estuprado pela chimpanzé. No final, ela arrancou minha bota e foi lá brincar. Saí em pânico disso tudo. Fui para o hospital”, contou o ator, que precisou ficar um tempo sem trabalhar. Ele superou o trauma anos depois, em 2009, quando participou da novela “Caras & Bocas”, que tinha um chimpanzé como protagonista.



Fonte: Jovem Pan