Após retorno aos palcos, Calcinha Preta relança música ‘Paulinha’ para homenagear a artista | Sergipe

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Uma nova versão da música ‘Paulinha’ será relançada pela banda Calcinha Preta, nesta quinta-feira (17), em áudio e vídeo, como forma de homenagem à artista que dá o nome à canção. Paulinha Abelha morreu no dia 23 de fevereiro, em decorrência de meningoencefalite, hipertensão craniana, insuficiência renal aguda e hepatite.

A novidade estará em todas as plataformas digitais e trará imagens inéditas da artista com a banda, em um show gravado em Belém, em dezembro do ano passado. De acordo com o empresário da banda, DiAssis, o DVD completo do show deve ser lançado entre o fim de março e o início de abril.

A música, criada através da carta de um fã após o anúncio do primeiro casamento de Paulinha, foi um marco para a banda. Sob o refrão “Paulinha, me diz o que eu faço…”, cantado pelo colega Daniel Diau, a artista desfilava com visual de gala e cabelo esvoaçante.

A canção foi entoada repetidamente por familiares, amigos e fãs durante a despedida à cantora em Sergipe.

Outra forma de lembrar a cantora foi mudar a logo da banda, acrescentando uma abelha e o bordão criado pela artista ‘Como não amar’.

Banda Calcinha Preta tem logomarca em homenagem à Paulinha Abelha — Foto: Divulgação/Banda Calcinha Preta/Arquivo

A Calcinha Preta retornou aos palcos no último dia 11, na cidade de Mata Roma, no Maranhão. No dia seguinte, se apresentaram em Palmares (PE). Os shows foram marcados por homenagens à Paulinha Abelha.

“A banda está voltando ao ritmo aos poucos e fazendo show por todo o Brasil. Nesse fim de semana estaremos em Pernambuco e Rio Grande do Norte. Tem sido emocionante e muito difícil, mas ao mesmo tempo, quando a gente sabe que era aquilo que ela gostava de fazer, estar com o público, superamos a dor”, diz DiAssis.

Show da banda Calcinha Preta em Mata Roma (MA) — Foto: Daved Ferreira/Assessoria da banda

Quem é Paulinha Abelha, vocalista da Calcinha Preta

Ela foi uma das maiores vozes do forró eletrônico ao cantar na banda por quase 20 anos.

O movimento que renovou o forró com uma roupagem pop há três décadas não seria o mesmo sem o poder de hinos como “Você Não Vale Nada”, “Louca Por Ti” e “Ainda Te amo”.

Natural de Simão Dias, em Sergipe, Paula de Menezes Nascimento Leça Viana começou a cantar ainda na infância em bandas do interior do estado. Ela fez parte dos grupos Flor de Mel e Panela de Barro.

O destaque nacional passou a acontecer quando ela entrou para a Calcinha em 1998 e se tornou umas das principais vozes do grupo.

A história na banda teve idas e vindas, mas começou no final dos anos 90, quando o empresário Gilton Andrade a descobriu.

Paulinha Abelha se apresenta com a Banda Calcinha Preta

Paulinha Abelha se apresenta com a Banda Calcinha Preta

Ela teve três passagens pela Calcinha Preta. Entrou em 1998 e ficou por 12 anos, período de maior sucesso do grupo, quando gravou os hits “Você Não Vale Nada”, “Louca Por Ti”, “Ainda Te amo” , “Baby Doll” e “Liga Para Mim”.

Paulinha saiu para tentar projetos com outros integrantes da Calcinha em 2010, mas não teve grande destaque na cena do forró. Ela voltou em 2014, mas ficou só dois anos.

Desde 2018, ela estava à frente da banda com Silvânia Aquino, Bell Oliver e Daniel Diau. Paulinha participou do Podcast g1 ouviu para falar sobre os 30 anos do forró eletrônico; ouça abaixo.

A Calcinha Preta gravou um DVD de 25 anos em fevereiro de 2020 e retornava à rotina de shows após meses sem apresentações por conta da pandemia.

Até a internação de Paulinha no dia 11, o último compromisso do grupo foi a gravação do podcast Podpah, em São Paulo, no dia 8 de fevereiro.

Carta de fã virou música

No meio de tantos sucessos, “Paulinha” é uma das músicas que mais marcam a cantora sergipana.

“Paulinha, me diz o que é que eu faço? Paulinha, por que se casou?”, são versos cantados por Daniel Diau.

A letra é uma carta de um fã logo após a cantora se casar. Ela contou a história no podcast g1 ouviu sobre forró eletrônico.

“Essa música é de 2007, eu era recém-casada. O fã mandou uma carta e o empresário teve essa ideia de fazer uma versão. Na verdade, é paródia, mas a gente chama de versão”, contou Paulinha.

A música é uma versão de “Without You”, da Mariah Carey, seguindo uma tendência forte no forró da época de criar versões brasileiras para hits internacionais.

Além dessa, a Calcinha Preta fez “Como fui me apaixonar”, a partir de “Halo”, da Beyoncé, e “Louca por Ti”, de “Dust in the Wind”, do Kansas.



Fonte: Pop & Arte