Anitta diz não se arrepender de demora para falar de política: ‘Estou orgulhosa por ter acordado’

0
24

Anitta disse que não se arrepende da demora para começar a falar de política mesmo quando os fãs exigiam um posicionamento dela. Ela comentou o assunto em entrevista ao jornal britânico The Guardian e disse que acredita que as coisas aconteceram no tempo certo. “Não tenho vergonha nenhum disso, tenho só 27 anos“, afirmou. “Eu tive acesso a uma boa educação só depois de ter dinheiro, depois de aprender sozinha a gerir minha carreira. Acho que nunca é tarde demais. Estou orgulhosa de mim mesma, por ter acordado, e por ter pensado: ‘É importante que eu me envolva nesses assuntos’”, explicou.

A cantora foi muito criticada em 2018 por não se posicionar nas eleições presidenciais. Enquanto vários artistas tomavam partido e deixavam público os apoios ao presidente Jair Bolsonaro ou ao candidato do PT, Fernando Haddad, a carioca preferiu se abster. Hoje, quase dois anos depois do pleito, ela está muito mais ativa politicamente e tem usado as redes sociais para discutir pautas votadas na Câmara dos Deputados, por exemplo. A artista, no entanto, reconheceu que é muito arriscado se posicionar politicamente. “Quando você se posiciona, tem 50% de pessoas dizendo que você está certo, e tem 50% de pessoas dizendo: ‘Você é uma idiota, eu vou te matar’”, afirmou. Mas o engajamento político de Anitta deu tão certo que ela contou ter recebido vários pedidos para concorrer para presidente da República – por causa da lei brasileira, ela não poderia assumir o cargo por ter menos de 35 anos de idade. “Vários jornalistas me ligaram perguntando se eu ia ouvir o povo e me candidatar. E eu respondia: ‘Pessoal, calma, só estou tentando ajudar’.”

Ainda na entrevista, Anitta também falou sobre a vida pessoal. A cantora disse que é até incentivada pelo julgamento das pessoas. “Se eu tenho um namorado e ele quer fazer sexo a três ou troca de casais, me sinto segura, não me sinto mal fazendo se todo mundo envolvido estiver feliz”, afirmou. “Não me importo. Minha família sabe que sou bissexual. Troco de namorado como troco de roupa. Quanto mais as pessoas me julgam, mais eu tenho vontade de dizer: ‘Olha, eu faço isso e isso. Quer saber? Eu também faço aquilo outro’”, disse a artista.


Fonte: Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui