Amber Heard x Johnny Depp: 10 fatos chocantes que descobrimos em brigas dos dois nos tribunais | Pop & Arte

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Desde 2016, quando se separaram após um ano e três meses de casamento, Amber Heard e Johnny Depp brigam na Justiça, com acusações de ambos os lados e pedidos de indenização.

A atriz diz que foi agredida pelo ex-marido, o que ele nega. Depois de perder um processo por difamação no Reino Unido, o ator está processando Heard e pedindo US$ 50 milhões em danos morais por um artigo que ela escreveu no “The Washington Post”, no qual alegou ter sido vítima de violência doméstica.

Heard também está processando Depp, numa ação em que pede US$ 100 milhões.

Ao longo dessas disputas, os dois revelaram nos tribunais episódios chocantes de violência, ameaças e até um episódio envolvendo fezes na cama. Leia, abaixo, 10 dessas histórias.

Johnny Depp e Amber Heard deixam tribunal após depoimentos nesta quinta-feira (16) — Foto: REUTERS/Hannah McKay

Após a separação do casal, em 2016, a imprensa internacional noticiou que Heard pediu o divórcio depois de ser vítima de violência doméstica. A atriz mostrou fotos de ferimentos que teriam sido causados por essas agressões.

Em um desses episódios, segundo ela, Depp chegou a quebrar um celular em seu rosto.

Site TMZ mostra imagem de Amber Heard com hematoma que teria sido provocado por seu marido, Johnny Depp, com um iPhone — Foto: Reprodução/TMZ

2. Vício em drogas e álcool

Heard diz que Depp se tornou tão agressivo por causa do abuso de drogas e álcool.

Em abril de 2022, num tribunal nos Estados Unidos, os advogados dela afirmaram que o ator se transformava em um monstro quando estava em estados alterados: tinha ataques de raiva, que geralmente terminavam em agressões físicas, verbais e sexuais.

Ainda segundo os advogados, Heard tinha sempre com ela um kit de maquiagem pra esconder os hematomas no rosto, que eram causados pelo marido.

Depp sempre negou as agressões e dá outra versão pra história da separação. Ele diz que, na verdade, foi ele quem pediu o divórcio e que Heard só fez as acusações de violência por vingança.

Num depoimento à Justiça, ele falou que estava destruído quando a relação acabou ao ponto de, num encontro com a ex-mulher, logo depois do divórcio, ter ameaçado se cortar com uma faca.

Johnny Depp depõe em julgamento por difamação contra Amber Heard — Foto: Jim Watson/Pool via Reuters

Depp diz que ele é quem foi vítima de violência na relação. Segundo o ator, a ex-mulher frequentemente perdia o controle e, uma vez, jogou uma garrafa de vodca nele.

Nesse episódio, segundo o relato do próprio Depp, ele precisou de atendimento médico urgente porque teve a ponta de um dos dedos decepada

A atriz negou que isso tenha acontecido e disse que só jogou coisas no marido para tentar escapar nos momentos em que ele se tornou agressivo.

5. Mensagens com ameaças

Em 2013, quando ainda era namorado de Heard, Depp trocou mensagens com um amigo falando de forma muito agressiva sobre ela.

As mensagens foram enviadas ao ator Paul Bettany, o personagem Visão dos “Vingadores”. Elas foram apresentadas à Justiça pelos advogados de Amber Heard.

Nessa conversa, Depp ameaça matar, queimar e estuprar o corpo da então namorada. No tribunal, ele disse que falou tudo isso porque estava com raiva, e que não se orgulha disso.

Uma outra prova apresentada pelos advogados de Heard é um áudio da época do casamento com Depp, em que ela dá a entender que ele está apagando cigarros nela.

O ator negou que tenha feito isso e disse que Heard exagerou na gravação.

Ex-mulher de Johnny Depp mostra vídeo do ator batendo portas da cozinha em tribunal

Além disso, também foi anexado ao processo um vídeo em que Depp aparece batendo portas de armários na cozinha da casa onde os dois moravam quando eram casados.

É mais um registro apresentado pelos advogados de Heard, na tentativa de provar que o ator era agressivo.

Em depoimento, Depp reconheceu que as imagens são verdadeiras, mas falou que, apesar de ter batido as portas, não tocou na mulher.

Já era de conhecimento público que Depp foi convidado a se retirar da franquia “Animais Fantásticos” em meio a essas acusações de violência.

Mas, em abril de 2022, o ex-agente dele em Hollywood contou que, apesar disso nunca ter sido dito explicitamente, o ator também perdeu o papel de Jack Sparrow em “Piratas do Caribe” por causa dessa história.

Johnny Depp em ‘Piratas do Caribe: A vingança de Salazar’, de 2017 — Foto: Divulgação

O último filme da saga com Depp no elenco saiu em 2017. Em 2020, a imprensa americana noticiou que um novo filme da franquia está sendo produzido, com Margot Robbie no papel principal.

Também em 2020, no processo em que o ex-casal se envolveu no Reino Unido, Depp disse que, em uma das brigas dos dois, Heard fez cocô na cama onde eles dormiam. Fotos das fezes foram mostradas no tribunal,

A atriz negou e disse que o cocô era dos cachorros do casal. Mas, em depoimento, uma das funcionárias da casa falou que as fezes eram “claramente humanas”.

10. Opinião de psicóloga

No processo que corre na Justiça dos Estados Unidos, Depp contratou uma psicóloga pra falar sobre o caso. Em depoimento no tribunal, ela disse acreditar que Heard tem transtornos de personalidade.

Segundo ela, as características desse quadro incluem “muita raiva interna e hostilidade”, “estados de ânimo flutuantes” e a tendência a “reagir violentamente”.



Fonte: Pop & Arte