Volta às aulas presenciais: como será o 2º semestre nas escolas de Belo Horizonte | Minas Gerais

0
29


As instituições de ensino municipais, estaduais e privadas de Belo Horizonte retomam as atividades em agosto, após o recesso escolar.

As aulas presenciais estão autorizadas apenas para alunos da educação infantil e do ensino fundamental, na capital. O retorno dos estudantes do ensino médio depende da melhora dos indicadores da Covid-19 e não tem data marcada.

Veja como será a volta às aulas no segundo semestre para cada nível de ensino:

As aulas presenciais da educação infantil foram as primeiras a serem retomadas em Belo Horizonte, após mais de um ano de suspensão por causa da pandemia.

Na rede privada, as crianças voltaram às escolas no dia 26 de abril deste ano. As instituições podem funcionar em horário integral, mas precisam garantir o cumprimento de protocolos, como uso de máscara e distanciamento entre os alunos. No segundo semestre, as aulas voltam em 2 de agosto.

Na rede municipal, as aulas presenciais da educação infantil foram retomadas no dia 3 de maio. No primeiro semestre, as escolas funcionaram apenas quatro horas por dia e em dias alternados.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação de Belo Horizonte, as instituições foram orientadas a realizar um levantamento da adesão das famílias ao atendimento em tempo integral, nos casos em que a estrutura física da unidade permitir, e a possibilidade será avaliada a partir de agosto. O recesso escolar na rede municipal termina no dia 31 de julho.

A retomada das atividades presenciais para estudantes do 1º ao 9º ano do ensino fundamental foi autorizada a partir de 21 de junho pela Prefeitura de Belo Horizonte. Antes disso, as aulas estavam ocorrendo apenas por meio remoto.

Na rede privada, alunos do 1º ao 9º ano puderam voltar às escolas já no dia 21 de junho. No segundo semestre, as aulas presenciais voltam no dia 2 de agosto.

Na rede municipal, apenas discentes do 1º ao 3º ano retornaram às salas de aula em 21 de junho. As atividades presenciais para alunos do 4º e do 5º ano voltaram no dia 5 de julho.

No segundo semestre, a princípio, as escolas seguem abertas, com a ampliação de atendimento presencial para alunos do 6º ao 9º ano a partir de 5 de agosto. Segundo a prefeitura, o ensino remoto permanece sendo ofertado a todos, independentemente da decisão pelo retorno presencial.

Já na rede estadual, estudantes do 1º ao 5º ano retornaram às escolas em Belo Horizonte no dia 12 de julho, em modelo híbrido. A previsão é que as aulas voltem no dia 3 de agosto, mas a ampliação ou a regressão das atividades presenciais depende das deliberações do Minas Consciente, programa do governo do estado atualizado semanalmente, e da autorização da própria prefeitura.

Segundo a Secretaria de Estado de Educação, o boletim com as escolas a serem reabertas será divulgado no dia 30 de julho. A pasta seguirá ofertando o modelo híbrido no segundo semestre, por meio de videoaulas, do aplicativo Conexão Escola e dos conteúdos dos Planos de Estudos Tutorados (PETs).

Por enquanto, as atividades presenciais para estudantes do ensino médio seguem proibidas em Belo Horizonte. No primeiro semestre, as aulas foram ofertadas de forma remota.

De acordo com a prefeitura, a decisão depende do Matriciamento de Risco (MR), também chamado de taxa de normalidade, que atualmente está em 76%. O cálculo leva em consideração questões como o número de casos novos de Covid-19 por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias e a mortalidade pela doença.

Quando o MR chegar aos 81%, as aulas presenciais do ensino médio poderão ser retomadas na capital.

Os vídeos mais vistos no G1 MG nesta semana:



Fonte: Fonte: G1