Você tem dinheiro para receber? Saiba como descobrir com o CPF

Ter acesso a um dinheirinho completamente inesperado é uma ótima surpresa. Uma desejada pela grande maioria das pessoas. Sabia que a possibilidade de consultar essa possibilidade está em suas mãos? Você pode usar o seu Cadastro de Pessoa Física (CPF) para isso. Esse sistema pertence ao Banco Central e reúne vários dados de várias instituições financeiras. Saiba agora como conferir se você tem dinheiro parado em algum lugar.

Leia mais: O fim da era do dinheiro de papel e o início da moeda digital

Como conferir pelo CPF se tenho dinheiro para receber?

Veja algumas informações importantes para você saber se tem algum recurso financeiro disponível:

Conforme as instruções disponibilizadas pelo Governo Federal, o Brasil tem cerca de R$ 4 bilhões para distribuir para as pessoas que estão com algum dinheiro esquecido nas contas. A maneira de consultar se você, por exemplo, realmente tem alguma quantia para receber é muito simples: basta usar o CPF.

Embora a consulta seja disponível para todos, é necessário pedir autorização à entidade para realizá-la. A primeira fase já tem data marcada, inclusive. A segunda, não. O sistema foi nomeado “Valores Esquecidos”.

Os recursos que serão distribuídos virão de consórcios encerrados, cotas de capital de rateio de sobras líquidas ou simplesmente de cobranças indevidas em forma de tarifas e parcelas. Conforme o Banco Central apontou, os casos mais comuns dizem respeito ao dinheiro esquecido que ficaram em contas que já foram encerradas.

Em outras palavras, quando uma pessoa tinha uma conta em algum banco, parou de movimentá-la, mas deixou algum dinheiro lá e esqueceu disso. Ainda não foi divulgado nada referente às datas para as consultas.

A previsão é que sejam iniciadas nos primeiros meses de 2023.

Quando os dias já estiverem disponíveis, os brasileiros poderão conferir seguindo estes passos:

  • Acesse o site oficial bcb.gov.br;
  • Coloque o seu número de CPF e as credenciais exigidas.

As pessoas que ainda não têm cadastro no site, precisam criar o acesso primeiro, pois só então irão conseguir informações pelo Sistema do Banco Central.

Fonte: Fonte: R7