Vestibular Fuvest 2021: candidatos se atrasam e perdem a prova em São Paulo | Educação

0
25


Candidatos a estudantes na Universidade de São Paulo (USP) que chegaram depois das 13 horas para o exame perderam a primeira fase da Fuvest 2021, realizada neste domingo (10). O vestibular teve cerca de 130 mil inscritos.

No bairro da Mooca, na Zona Leste da cidade de São Paulo, duas jovens foram flagradas diante dos portões fechados poucos minutos após o início da prova, que termina às 18 horas.

Vestibulandos chegam atrasados e se deparam com portões fechados em local de prova no bairro da Mooca, Zona Leste da cidade de São Paulo, neste domingo (10). — Foto: ETTORE CHIEREGUINI/AGIF – AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

A cena se repetiu na Zona Oeste da capital, no campus da Uninove, na Barra Funda, que foi o local de prova com o maior número de candidatos da cidade – 6.123, e que deveriam dividir entre os prédios A e D.

Às 13h10, um rapaz e uma moça ainda tentavam argumentar com a equipe da faculdade, sem sucesso. Ao G1, o rapaz reconheceu que se atrapalhou sozinho com o horário. “Eu fiquei resolvendo umas coisas em casa e perdi a hora”, disse.

A jovem, Nina, queria uma vaga no curso de Medicina. Ela é uma aficionada por oncogenética e inclusive discute o assunto em um blog.

“Eu realmente achei que os portões fechariam às 14h”, disse ela. “Vim do Rio só para essa prova e para o exame da Faculdade Albert Einstein, que foi bastante específico, com questões como, ‘qual o hormônio afetado se um homem toma um hormônio feminino’”, contou ela, que viaja de volta na segunda-feira (11) para o Enem.

Candidatos não conseguiram entrar no prédio A da Uninove neste domingo (10), para a primeira fase da Fuvest — Foto: Vivian Reis/G1

Neste domingo, os candidatos terão que responder 90 questões de conhecimentos gerais e múltipla escolha, no prazo de cinco horas.

Antes disso, também na Uninove, houve corre-corre de candidatos. Não havia uma sinalização clara de qual era o prédio A e qual era o D, de modo que candidatos saíam de um prédio para o outro faltando 2 ou 3 minutos para o início da prova. A correria também se repetiu no campus Vergueiro da Uninove, onde alguns candidatos também chegaram nos últimos segundos de portões abertos para a realização da prova.

Candidatos que vão prestar a primeira fase do vestibular da Fuvest neste domingo (10) correm para entrar no prédio da Uninove Vergueiro, na região central de São Paulo. — Foto: SUAMY BEYDOUN/AGIF – AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Candidata corre do prédio D da Uninove em direção ao prédio A da faculdade, faltando menos de cinco minutos para o início da prova da Fuvest. Sinalização não estava clara — Foto: Vivian Reis/G1

Covid-19 trouxe mudanças nos exames

A pandemia do coronavírus trouxe mudanças aos vestibular, começando pelo próprio calendário. A Fuvest considerou que deveria dar mais oportunidade para que os candidatos se preparassem para o exame após um ano letivo fora das salas de aula, e a prova, que estava prevista para novembro, foi adiada para este início de 2021.

A Fuvest também decidiu que o exame seria aplicado em 148 locais neste ano, contra 88 em 2020 para impedir aglomerações nas salas de prova e garantir distanciamento entre as carteiras.

O conteúdo da prova também foi alterado, e o foco estará nos aprendizados do primeiro e do segundo ano do ensino médio, o que não significa que a prova será mais fácil ou que não vão cair assuntos que seriam abordados no terceiro ano.

A dinâmica da prova também sofreu alterações: os candidatos não podem comer dentro da sala de aplicação de prova. Se quiser comer, deverá pedir permissão ao fiscal e se alimentar em um local demarcado pela coordenação da escola. No entanto, o tempo que o candidato gastar com sua alimentação não será reposto no tempo total da prova.

O uso de máscara também é obrigatório. O único momento em que ela pode ser retirada é para beber água e durante o reconhecimento facial. Durante a prova, um fiscal irá passar na sala com um tablet para fazer o reconhecimento.

Estudantes controlam a ansiedade na véspera da Fuvest

Estudantes controlam a ansiedade na véspera da Fuvest

Neste ano, serão oferecidas 11.147 vagas para ingresso na USP. Pelo menos 8.242 dessas vagas serão destinadas para seleção pelo vestibular da Fuvest. As outras 2.905 vagas serão destinadas pela USP para a seleção de estudantes pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu/Enem).

Outra novidade é que pela primeira vez, a USP vai reservar 50% das vagas para candidatos de escolas públicas como medida em prol da inclusão social, pois o plano da universidade é tornar o Sisu uma das principais modalidades de ingresso. Em 2019, 45% das vagas foram destinadas às cotas.

Outra regra oficializada está relacionada às provas de habilidades específicas. As de artes visuais foram eliminadas, e as provas de música e artes cênicas serão on-line.

Veja os 10 cursos mais concorridos da Fuvest 2021

  1. Medicina (São Paulo) – 154,6 candidatos por vaga
  2. Medicina (Ribeirão Preto) – 129,1 candidatos por vaga
  3. Medicina (Bauru) – 78,4 candidatos por vaga
  4. Psicologia (São Paulo) – 78,1 candidatos por vaga
  5. Relações Internacionais – 55,3 candidatos por vaga
  6. Curso Superior do Audiovisual – 46,4 candidatos por vaga
  7. Ciências Biomédicas – 45,5 candidatos por vaga
  8. Medicina Veterinária – 43,8 candidatos por vaga
  9. Psicologia (Ribeirão Preto) – 41,9 candidatos por vaga
  10. Design – 38,1 candidatos por vaga
  • Prova da 1ª Fase: 10 de janeiro de 2021
  • Divulgação da lista de convocados para 2ª Fase: 1º de fevereiro de 2021
  • Provas da 2ª Fase: 21 e 22 de fevereiro de 2021
  • Divulgação da 1ª lista de aprovados: 19 de março de 2021.

Vestibular da Fuvest no domingo (10) terá mais de mais de 130 mil alunos inscritos

Vestibular da Fuvest no domingo (10) terá mais de mais de 130 mil alunos inscritos



Fonte: Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui