Universidade nega que Decotelli tenha feito pós-doutorado na Alemanha e ministro altera de novo o currículo

13



Carlos Alberto Decotelli, em foto de maio de 2019
Marcos Oliveira/Agência Senado
A Universidade de Wuppertal, na Alemanha, informou em nota enviada à TV Globo nesta segunda-feira (29) que o novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli da Silva, não obteve o título de pós-doutorado na instituição.
Além disso, ainda nesta segunda, o G1 verificou que Decotelli alterou o currículo disponível da plataforma Lattes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Ele excluiu a citação ao pós-doutorado.
Decotelli já tinha feito uma alteração semelhante depois que o reitor da Universidade Nacional de Rosário negou que ele obteve o título de doutor pela instituição. Ele chegou a estudar na Argentina, mas não defendeu a tese.
Posse adiada
A posse de Carlos Decotelli como ministro, inicialmente marcada para esta terça-feira (30), foi adiada pelo governo. Não foi divulgada uma nova data.
O colunista do G1 Valdo Cruz conversou com ministros, que confirmaram a informação, publicada inicialmente pelo jornalista Lauro Jardim, do jornal “O Globo”.
De acordo com esses ministros, o governo decidiu fazer uma “checagem completa” do currículo de Decotelli.
Na semana passada, o reitor da Universidade Nacional de Rosário, na Argentina, Franco Bartolacci desmentiu o currículo de Decotelli. No currículo, disponível na plataforma Lattes, constava que o novo ministro tinha diploma de doutor pela instituição. O reitor negou.
À TV Globo, Bartolacci disse que o novo ministro até iniciou o doutorado na universidade argentina, mas não concluiu o curso.
Posse do ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, é adiada


Fonte: Fonte: G1