UnB será um dos centros de testes de vacina contra coronavírus no Brasil

0
19



Instituição fechou parceria com o Instituto Butantan, que também realizará estudo em outros cinco estados. Medida foi anunciada pelo governador de São Paulo, João Dória. Laboratório da UnB
IQ/Secom UnB
A Universidade de Brasília (UnB) será um dos centros de testes de uma vacina contra o novo coronavírus produzida pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech. A instituição vai fazer parte de um estudo coordenado pelo Instituto Butantan e que também será realizado em outros cinco estados do país.
A medida foi anunciada nesta quarta-feira (1º) pelo governador de São Paulo, João Dória (PSDB). Os testes realizados na UnB farão parte da terceira fase do estudo, com a aplicação da vacina em humanos.
Reitora da UnB afirma que ‘não há condições’ de retomar aulas presenciais em 2020
UnB sobe duas posições e é eleita 10ª melhor universidade do país em ranking internacional
De acordo com o governo de SP, ao todo serão utilizados nove mil voluntários em centros de pesquisas em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná. Acionada pelo G1 para dar mais detalhes sobre a parceria, a UnB não havia se manifestado até a última atualização desta reportagem.
O governo de São Paulo afirma que a vacina desenvolvida pela empresa chinesa “é uma das mais promissoras do mundo, porque utiliza tecnologia já conhecida e amplamente aplicada em outras vacinas”.
João Doria
GloboNews/Reprodução
“Quero ressaltar que o acordo com a Sinovac prevê explicitamente a transferência de tecnologia para a produção em escala industrial da vacina contra o coronavírus em São Paulo pelo Butantan. E assegurar também que a vacina será distribuída gratuitamente pelo SUS em São Paulo e em todo o país. A capacidade de produção do Instituto Butantan é de 100 milhões de unidades da vacina”, disse Dória.
A farmacêutica Sinovac Biotech já realizou testes do produto em cerca de mil voluntários na China, nas fases 1 e 2. Segundo o governo de SP, a aplicação em macacos apresentou “resultados expressivos” na imunização contra proteínas do novo coronavírus.
O objetivo dos novos testes a serem realizados no Brasil tem é demonstrar a eficácia e segurança da vacina em humanos.
Initial plugin text
Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.


Fonte: Fonte: G1