UFJF recebe solicitações para atendimento especial de candidatos do Pism 2021 | Zona da Mata

0
23


Os candidatos ao Programa de Ingresso Seletivo Misto 2021 (Pism) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) podem solicitar atendimento especial, de uso de nome social e horário diferenciado para sabatista. As etapas da inscrição são todas feitas online, na Área do Candidato.

De acordo com a UFJF, o prazo para as solicitações se encerra no último dia de inscrição, às 18h do dia 3 de novembro. Os resultados serão divulgados a partir do dia 8 de dezembro.

Na Área do Cadidato, o estudante pode alterar os dados pessoais, exceto nome, cadastro de pessoa física (CPF), data de nascimento e e-mail. As alterações podem ser feitas mesmo após a inscrição e o pagamento da Guia de Recolhimento da União (GRU).

Entre os dados que podem ser modificados estão: o grupo de cotas, o curso desejado, a necessidade ou não de atendimento especial e a cidade escolhida para fazer o exame.

As condições especiais solicitadas pelos candidatos ficarão sujeitas à análise de viabilidade e razoabilidade do pedido. Todos os pedidos exigem que o estudante anexe documentos digitalizados que comprovem as necessidades, conforme determinado no edital.

As condições que se aplicam para atendimento especial são:

  • Transtorno do Espectro Autista
  • Deficiência auditiva – surdez
  • Deficiência física/motora
  • Deficiência intelectual
  • Deficiência múltipla
  • Deficiência visual – baixa visão
  • Deficiência visual – cegueira
  • Dislexia
  • Lactante – amamentação
  • Obesidade
  • Surdocegueira
  • Transtorno do Déficit de Atenção
  • Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade
  • Uso de adereço de cunho cultural ou religioso
  • Outros desde que justificado

Recurso ou recursos necessários para a realização das provas

  • Auxílio – Ledor
  • Auxílio – Transcritor
  • Prova em Braile
  • Prova ampliada
  • Lupas
  • Auxílio – Intérprete de Libras/Tradutor
  • (Para traduzir as instruções dos enunciados das questões)
  • Uso de aparelho auditivo
  • Uso de aparelho – implante coclear
  • Dilatação de tempo (tempo adicional para a realização das provas).
  • Salas acessíveis – com rampas ou elevadores
  • Carteiras e cadeiras em tamanho maiores
  • Mesas adaptadas para uso de cadeira de rodas
  • Suporte para provas (pranchetas ou plano inclinado)
  • Computador com tecnologia assistiva para pessoas cegas (dosvox e NVDA)

O atendimento especial será realizado somente nas cidades de Juiz de Fora e Governador Valadares. No momento da inscrição, o candidato deve marcar os itens que se enquadrem na situação e anexar os documentos comprobatórios.

Quando um laudo médico for necessário para comprovar o atendimento ou condição especial solicitada, o mesmo deve necessariamente ser emitido a partir do dia 1º de maio de 2020.

Além dos recursos disponíveis, o candidato deficiente que necessitar de tempo adicional para fazer o exame deve fazer a solicitação prévia e comprovar a necessidade, conforme a Lei no 13.146/2015, artigo 30, inciso V.

A candidata lactante pode solicitar atendimento especial para amamentação durante o horário das provas. Para isto, deve submeter no sistema de inscrição cópia digitalizada do certidão de nascimento ou declaração do médico informando a data do nascimento da criança, de modo a demonstrar a condição durante a realização dos exames.

Nos dias das provas, a candidata necessita, obrigatoriamente, apresentar-se com um acompanhante maior de 18 anos, que ficará em sala reservada como responsável pela guarda da criança. A estudante que comparecer sem acompanhante não realizará as provas.

Além disso, o tempo gasto na amamentação será acrescido ao tempo total destinado para a realização das provas, conforme limite estabelecido na Lei 13.872/2019. O atendimento às candidatas lactantes ocorrerá na cidade escolhida para a realização das provas.

Os candidatos que se sentirem impedidos de realizar a prova antes do pôr do sol do dia 27 de fevereiro e do dia 13 de março de 2021, por motivo de convicção religiosa, deverão solicitar atendimento especial, assinalando na inscrição a condição especial “Sabatista”.

Para garantir o direito de fazer a prova após o pôr do sol, o estudante deverá submeter cópia digitalizada do atestado comprobatório de sua confissão religiosa, emitido pelo representante devidamente qualificado da comunidade religiosa à qual está filiado.

Os candidatos que por questão cultural ou religiosa necessitem usar adereços que cubram a cabeça ou o rosto também deverão solicitar condição especializada de realização da prova no ato da inscrição. Outras informações como horários e procedimentos podem ser conferidas no edital.

O candidato ou candidata travesti, transexual, não binário ou transgênero, pode se inscrever no processo seletivo usando nome social em contraste com o seu nome oficialmente registrado na certidão de nascimento.

O candidato deverá, no período destinado às inscrições, marcar os campos indicando solicitação do uso do nome social e submeter no sistema de inscrição cópia digitalizada e devidamente preenchida do formulário próprio disponibilizado no site da Copese.

Caso o candidato seja menor de 18 anos, o formulário deverá conter a assinatura dos pais ou responsável juntamente com uma cópia do documento de identidade do responsável.



Fonte: Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui