Terá início em novembro e possivelmente com o mesmo valor

0
19


O novo Bolsa Família poderá ser relançado com o mesmo salário e poderá ter início no mês de novembro. O mesmo valor para o benefício, se baseia no fato, de Governo Federal entregar, ao Congresso Nacional, a proposta de Orçamento para 2022, mas sem incluir a verba necessária para custear o referido programa.

A transferência de renda que passará a se chamar Auxílio Brasil vinha junto da promessa do Presidente de oferecer mensalidades entre R$ 300 a R$ 400. No entanto, mesmo com o desejo do presidente de elevar o valor do benefício, suas sugestões nunca foram bem vistas pela equipe econômica.

Em justificativa referente a abordagem do Orçamento de 2022, o Governo Federal alegou que não há margem no teto de gastos para elevar a oferta do Bolsa Família. Portanto, a previsão de verba para financiar o programa será a mesma de 2021, ou seja, R$ 34,7 milhões.

O referido montante será capaz de amparar 14,7 milhões de famílias em situação de vulnerabilidade social, mesma quantidade contemplada hoje. No entanto, não é possível garantir se o mesmo público apto ao programa atualmente terá direito a ser incluído na nova rodada.

De acordo com o projeto entregue para análise e apreciação, o Governo Federal propôs um reajuste de até 50% sobre o valor do atual Bolsa Família, que é de R$ 189. A média estimada é para que os pagamentos girassem em torno de R$ 283,50.

Ao que tudo indica, a proposta de Orçamento de 2022 não permitirá nenhum reajuste, pelo menos, não sem afetar a quantidade de beneficiários elegíveis.

A equipe técnica do Governo Federal tem a intenção de lançar o programa até o mês de novembro de 2021. O referido prazo foi estabelecido, em virtude do término do auxílio emergencial, que fará o pagamento da sétima e última parcela no mês de outubro deste ano.

Para que o Auxílio Brasil vigore ainda em 2021, o texto deve ser aprovado pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal, em até 120 após a data de recebimento.





Fonte: Fonte: R7