tenho direito ao Auxílio Brasil?

0
30


Com o fim próximo dos pagamentos do Auxílio Emergencial, é certo que muitos brasileiros que dependiam do auxílio para reforçar o orçamento doméstico e familiar ficarão desamparados. Afinal, a crise econômica não está perto de chegar ao fim. E o desemprego é uma das maiores consequências dessa realidade.

Neste período em que as perspectivas de retomada da economia e do emprego ainda são pequenas, o Auxílio Emergencial, embora com um valor menor por cada parcela, continua sendo um fator de muito interesse da população brasileira. Em muitos casos, as famílias precisam desse dinheiro para sobreviver.

Porém, é também fato que o Auxílio Emergencial não vai durar para sempre. Afinal, como o próprio nome do benefício já indica, o seu caráter é emergencial. Portanto, temporário.

O Auxílio Emergencial não foi criado para durar por muito tempo. Tanto é verdade que originalmente, o benefício teria somente o pagamento de 4 parcelas de R$ 600 reais por mês em 2020. E de lá até o presente momento, as prorrogações foram acontecendo. Tudo para evitar que a crise econômica atinja um patamar ainda pior do que este em que já se encontra.

Diante desse cenário, o Governo Federal nunca considerou fazer com que o Auxílio Emergencial se torne um benefício permanente. Isso nunca chegou a ser cogitado pelo Palácio do Planalto. Inclusive, uma ideia como essa vai totalmente contra os planos econômicos do atual ministro Paulo Guedes (Economia).

Ao mesmo tempo, o Governo nunca deixou de olhar para a popularidade que o presidente conseguiu conquistar quando aprovou os pagamentos do Auxílio Emergencial no ano passado.

Embora a popularidade presidencial que surge como uma consequência dos pagamentos do benefício emergencial não seja mais tão significativa, uma vez que os valores por parcela diminuíram consideravelmente, ainda há uma certa parte da população que deposita a sua confiança no Planalto especialmente pelos valores do benefício conquistados.

Nesse cenário, o Governo não quer perder todo o apoio que conseguiu à medida que os pagamentos do Auxílio Emergencial foram iniciados. E como uma tentativa de manter este apoio, a proposta de criar um novo benefício social voltou com força neste ano de 2021.

Auxílio Brasil e Auxílio Emergencial

O projeto de criar um novo programa para substituir o Bolsa Família não é uma novidade nos planos de governo de Jair Bolsonaro. Porém, depois de quase três anos de mandato, a proposta parece enfim ter dado maiores avanços.

Acontece que depois de tantas especulações, o Governo enfim confirmou qual vai ser o nome do programa que vai substituir o Bolsa Família.

Auxílio Brasil é o nome do novo programa social que o Governo Federal pretende lançar até o final do ano.

Até o presente momento, o Governo trabalha com a data do mês de novembro para lançar o novo programa. Resta saber, portanto, se este prazo vai ser possível de ser encaixado na agenda do Poder Executivo e então cumprido.

Porém, existe uma coisa para a qual os beneficiários do Auxílio Emergencial precisam prestar a devida atenção. E este é o fato de que o Auxílio Emergencial e o Auxílio Brasil são propostas de benefícios sociais totalmente diferentes.

Enquanto o Auxílio Emergencial tem um alcance de público muito maior e foi criado com o objetivo de amparar a renda dos brasileiros em tempos de pandemia. O Auxílio Brasil é um programa de transferência de renda federal que vai ocupar o lugar do Bolsa Família, que será extinto em breve, de acordo com os planos do Governo.

Em resumo, o Auxílio Emergencial é um benefício social de curto prazo, enquanto o Auxílio Brasil, por sua vez, trabalha com a ideia de beneficiar os brasileiros a longo prazo, inclusive para os próximos mandatos de novos chefes do Poder Executivo nos próximos anos. Isso significa dizer que o Auxílio Emergencial e o Auxílio Brasil possuem públicos que são diferentes.

Embora os beneficiários do Bolsa Família também estejam recebendo os valores do auxílio emergencial, isso não significa que o Auxílio Brasil vai chegar para cumprir o mesmo papel. Pelo contrário, o Auxílio Brasil é uma proposta de reformulação de um programa social já existente. O Auxílio Emergencial, por outro lado, é um benefício que foi criado do zero e que tem, em sua essência, ser pago para os brasileiros em um momento muito específico.





Fonte: Fonte: R7