quanto vou receber na 6ª parcela?

0
14


O valor das próximas parcelas do Auxílio Emergencial 2021 já é de conhecimento de quem recebe este benefício mensal. Acontece que o valor é o mesmo das parcelas que foram pagas pela Caixa anteriormente neste ano.

Nesse sentido, o valor das parcelas do auxílio emergencial não teve nenhuma alteração, lembrando que o pagamento do Auxílio Emergencial 2021 é feito na Conta Poupança Social Digital do aplicativo Caixa Tem.

Para uma boa parte dos beneficiários, o depósito é feito em primeiro lugar para que, posteriormente, o saque do dinheiro seja então liberado.

Essa dinâmica de depósitos primeiro e saques depois só não acontece para o grupo de beneficiários do Bolsa Família.

Para todos os demais, é assim que os pagamentos são feitos. Primeiro, o depósito e depois, a liberação do saque.

Outro fator que diferencia quem faz parte do Bolsa Família e quem não é a questão do calendário de pagamentos do Auxílio Emergencial.

Para os beneficiários do Bolsa Família, a sequência é orientada de acordo com o dígito final do NIS, que é o Número de Identificação Social. Para os demais beneficiários, por outro lado, o critério da sequência de pagamentos é o mês de aniversário.

Valor das próximas parcelas do Auxílio Emergencial 2021

As próximas parcelas do auxílio emergencial deste ano são a 6ª e a 7ª, respectivamente. Enquanto a 6ª parcela do auxílio começou a ser paga ainda neste mês de setembro, a sétima e última parcela do benefício vai ser paga no mês de outubro.

E os valores destas parcelas são os mesmos que já vinham sendo praticados pelo Governo Federal neste ano.

  • Parcelas mensais de R$ 150 reais para as pessoas que moram sozinhas
  • Parcelas mensais de R$ 250 reais para as famílias em geral
  • Parcelas mensais de R$ 375 reais para as famílias que são chefiadas por uma mulher que não possui cônjuge ou companheiro

As categorias que foram explicadas logo acima dizem respeito à divisão que foi feita pelo Governo no sentido de pagar mais para quem precisa mais e pagar menos para quem precisa menos. Simples assim.

É uma dinâmica diferente daquela que foi aplicada no ano passado, quando a maior parte dos beneficiários recebia os mesmos valores, com a exceção das mães solteiras que tinham o direito de receber o valor comum em dobro.

Apesar da mudança no valor, o sistema de pagamentos se manteve praticamente o mesmo neste ano.

A Caixa Econômica Federal (CEF) continuou a fazer os pagamentos na conta do Caixa Tem, e a seguir um calendário com os mesmos critérios. Dígito final do NIS para um grupo e mês de aniversário para o outro.

Valor do Auxílio Emergencial 2021 pode aumentar?

Não. Isso é praticamente impossível de acontecer. Afinal, os pagamentos do Auxílio Emergencial 2021 já estão chegando ao fim.

Com isso, o Governo Federal já concentra esforços para o lançamento de um novo programa social a partir do mês de novembro. É este o caso do Auxílio Brasil.

O Auxílio Brasil é o programa social que vai ser lançado com o objetivo de substituir o Bolsa Família.

E então, os beneficiários do Bolsa Família vão começar a receber este benefício social em vez dos valores que já recebem atualmente.

Muitas informações sobre o novo programa Auxílio Brasil ainda não foram divulgadas de forma oficial pelo Governo Federal. Mas isso deve acontecer muito em breve.

Aliás, falta pouco mais de um mês para novembro chegar. E é com este prazo que o Governo está trabalhando para lançar o novo benefício social ainda neste ano de 2021.

Portanto, dificilmente o Governo vai investir em um aumento de valor do Auxílio Emergencial, uma vez que o foco está no Auxílio Brasil. Um lançamento que depende do fim dos pagamentos do auxílio no mês de outubro.

É correto então dizer que o valor do auxílio emergencial 2021 vai se manter exatamente o mesmo.

Quem recebeu R$ 150 reais nas parcelas anteriores do Auxílio Emergencial deste ano, vai continuar a receber este valor.

Da mesma forma, aqueles que receberam R$ 250 reais nos meses anteriores vão continuar recebendo esta quantia. E o mesmo vale para as mães solteiras que receberam as parcelas mensais de R$ 375 reais ao longo do ano.





Fonte: Fonte: R7