Qual será seu novo valor para 2023?

Segundo a Lei de Diretrizes Orçamentárias, o salário mínimo para 2023 está previsto para sofrer um reajuste, subindo para R$ 1302. Os dados ainda apontam que esse seria o quinto ano seguido sem que o aumento real fosse realizado por parte do governo.

O presidente eleito no final de outubro, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), garantiu em sua campanha que deverá retornar com os aumentos já para o próximo ano. De acordo com a legislação trabalhista, obrigatoriamente o salário deve ser reajustado anualmente e se basear no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

O objetivo é que os números fiquem de acordo com o poder de compra. A projeção inicial feita por parte do Ministério da Economia diz que 2022 terminaria com o índice de 7,4% e o reajuste baseado na LDO não seria suficiente para superar a inflação.

Após revisão, realizada por parte da Secretaria de Política Econômica, a estimativa do INPC é de 6% e, dessa forma, o reajuste de salário mínimo seria calculado em apenas R$ 1284,00.

Embora os governos busquem sempre seguir os números propostos, segundo o deputado Reginaldo Lopes, líder do PT na Câmara, e o senador Wellington Dias, a ideia do novo governo é sugerir que o salário mínimo seja de R$ 1320,00 já para janeiro de 2023. Esse valor consiste em um aumento de 1,4% acima do previsto.

A proposta tem o objetivo de impulsionar o poder de compra da população brasileira, para que, assim, a economia possa ser movimentada e volte a funcionar e acabar, de certa forma, retornando para os cofres públicos devido ao retorno trazido em forma de consumo.

Para que essa alteração entre em vigor a partir do dia 1° de janeiro, a PEC precisa receber a aprovação ainda em 2022. Em caso de rejeição da proposta, o presidente eleito deverá negociar uma medida provisória para garantir que o aumento seja feito nos moldes planejados por ele e por toda a sua cúpula.

Fonte: Fonte: R7