Prorrogada! Convocação da lista do Fies foi adiada para o dia 2 de junho

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), o prazo final para as convocações por meio da lista de espera do processo seletivo do primeiro semestre do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) foi prorrogado para o dia 2 de junho.

Originalmente, essa etapa do processo seletivo estava programada para encerrar no dia 18 de maio, na última quinta-feira. O MEC tomou essa decisão visando garantir que mais estudantes tenham a oportunidade de participar do programa e obter o financiamento para seus estudos.

O Ministério da Educação (MEC) realizou até o momento sete chamadas de candidatos em lista de espera do Fundo de Fies desde o início do processo seletivo em 21 de março. A nova data foi definida pelo Edital nº 5, publicado no Diário Oficial da União (DOU) em 18 de maio. Essa prorrogação busca permitir que mais estudantes tenham a chance de participar do programa e obter o financiamento educacional.

Conheça o Fies

O Fies é um programa do Ministério da Educação (MEC), do Governo Federal. Estabelecido pela Lei nº 10.260, de 12 de julho de 2001, principal objetivo do Fies é oferecer financiamento para estudantes de cursos de graduação em instituições de ensino superior privadas que sejam participantes do programa e tenham avaliação positiva no Sinaes.

O programa busca possibilitar o acesso e a permanência de estudantes de baixa renda em cursos superiores, contribuindo para a democratização do ensino superior no país.

Para se inscrever no Fies, o candidato precisa ter realizado qualquer prova do Enem a partir de 2010. Além disso, é necessário ter alcançado uma média das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos, bem como obter nota superior a zero na redação do Enem.

É necessário que o candidato ao Fies possua uma renda familiar mensal bruta de até três salários mínimos por pessoa. Essa medida tem o objetivo de assegurar que o programa beneficie principalmente os estudantes que enfrentam maior dificuldade financeira, possibilitando o acesso ao ensino superior por meio do financiamento estudantil.

Fonte: Fonte: R7