Primeira etapa do Revalida 2021 tem 86,2% de presentes – Notícias

0
10



O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) divulgou nesta segunda-feira (6) o balanço da primeira etapa do Revalida (Exame Nacional de Revalidação de Diplomas de Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira). As provas foram realizadas no último domingo (5) sem intercorrências e presença de 86,2% dos inscritos.


O gabarito preliminar da prova objetiva e o padrão de resposta das questões discursivas do exame serão divulgados nesta terça-feira (7)., no portal do Inep. No mesmo dia os participantes que precisarem poderão entrar com recurso, o prazo vai até o dia 13 deste mês.



Ao todo, 11.846 médicos inscritos fizeram as provas objetiva e discursiva, de acordo com levantamento preliminar realizado pelo Cebraspe (Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos), instituição aplicadora do Revalida 2021.


No total, 13.744 médicos estavam inscritos para esta edição, aplicada em 8 capitais brasileiras: Brasília (DF), Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio Branco (AC), Salvador (BA) e São Paulo (SP).


Os participantes fizeram o exame pela manhã e à tarde, com provas objetiva e discursiva, respectivamente. Os médicos responderam cem questões de múltipla escolha e cinco discursivas, que envolviam situações-problema e apresentação de casos. 


As provas abordaram temas das cinco grandes áreas da medicina: ginecologia e obstetrícia, medicina clínica, cirurgia geral, pediatria, medicina da família e comunidade. O objetivo era avaliar as habilidades, as competências e os conhecimentos necessários dos médicos para o exercício profissional adequado aos princípios e necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS).


Os candidatos têm de alcançar no mínimo 90 pontos de um total de 150. A pontuação final será correspondente à soma da nota obtida nas provas objetiva e discursiva. Somente os aprovados na primeira etapa podem participar da segunda.


Aplicado desde 2011, o Revalida busca subsidiar a revalidação, no Brasil, do diploma de graduação em medicina expedido no exterior. O exame é composto por duas etapas (teórica e prática).




Fonte: Fonte: R7