Presidente da Capes nomeia aluna para diretoria de Relações Internacionais do órgão | Educação

0
19


A nomeação de Lívia Palli Palumbo, de 35 anos, foi publicada na edição de quarta-feira (4) do “Diário Oficial da União”.

Além de ainda não ter concluído o doutorado, Palumbo faz o curso no Centro Universitário de Bauru (SP), instituição que é da família da presidente da Capes. Foi lá onde o ministro da Educação, Milton Ribeiro, se graduou em direito.

Ligada ao Ministério da Educação (MEC), a Capes é o órgão responsável pela avaliação e fomento da pós-graduação no país.

Palumbo irá substituir Heloísa Hollnagel, professora da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). O motivo da saída não foi informado. A nova diretora vai comandar na Capes a área responsável pelas atividades de internacionalização da pós-graduação brasileira.

Nesta função, ela lidará com negociações e celebração de cooperações internacionais, apesar de não constarem em seu currículo experiências anteriores relacionadas a essas atividades.

O G1 questionou a Capes sobre a nomeação de Palumbo, bem como o fato de ela não ter terminado o doutorado, mas até a última atualização não obteve resposta. Palumbo também foi procurada pela reportagem, mas não deu retorno.

A nomeação da presidente da Capes, em abril, também causou questionamentos em razão de sua relação pessoal com o ministro da Educação. Ela é reitora do Centro Universitário de Bauru e teve um curso de pós-graduação com recomendação de descredenciamento pela própria Capes em 2017 por não ter atingido a nota mínima para continuar em funcionamento.

O ministro Milton Ribeiro e a presidente da Capes, Cláudia Mansani Queda de Toledo — Foto: Twitter do ministro Milton Ribeiro

Foi pela mesma instituição de ensino que diretora da Capes obteve seu doutorado em direito constitucional em 2012.



Fonte: Fonte: G1