Plataforma que reúne currículos de pesquisadores no Brasil está fora do ar há 4 dias; CNPq afirma que não há perda de dados | Educação

0
13


O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), órgão ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia, informou nesta terça-feira (27) que identificou o problema que retirou do ar todos os seus sistemas e plataformas, e garantiu que não houve perda dos dados de pesquisas e pesquisadores do país.

“O CNPq já dispõe de novos equipamentos de TI e a migração dos dados foi iniciada antes do ocorrido. Independentemente dessa migração, existem backups cujos conteúdos estão apoiando o restabelecimento dos sistemas. Portanto, não há perda de dados da Plataforma Lattes”, explica o conselho.

Em nota, o órgão não deu um prazo para o restabelecimento da rede, mas garantiu que o pagamento das bolsas de pesquisa implementadas não será afetado e que todos os prazos estão suspensos ou serão prorrogados.

No sábado (24), o CNPq informou que todos os seus sistemas e plataformas estavam indisponíveis. A causa do problema não foi informada. Est terça é, portanto, o quarto dia em que os dados estão fora do ar.

Um dos sistemas fora do ar é a Plataforma Lattes, que reúne quatro sistemas onde cientistas, professores e pesquisadores do Brasil devem registrar seus currículos para conseguirem bolsas de pesquisa, vagas em universidades e participarem de editais e concursos.

Na segunda-feira (26), o CNPq informou que a “prioridade é restaurar o acesso aos currículos na plataforma Lattes o mais rápido possível”.

O CNPq, a agência federal de fomento à pesquisa, tem a maior e mais importante plataforma científica do Brasil, reunindo toda a produção cientifica nacional, como projetos, pesquisas e trabalhos desenvolvidos por pesquisadores e universidades brasileiras. O órgão também é responsável pelo pagamento de bolsas a cientistas no país.

Vídeos: os 10 mais visos da semana



Fonte: Fonte: G1