o que comer antes e durante a prova

Neste domingo, dia 13 de novembro, mais de 3,4 milhões de estudantes fazem as provas do 1º dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2022). Os candidatos deverão responder a 45 questões de cada área de conhecimento, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, e Ciências Humanas e suas Tecnologias, além de elaborar uma redação.

Para orientá-lo quanto ao que comer e beber antes e durante a prova do exame, nutricionistas dão dicas que auxiliam no raciocínio e na manutenção da concentração. Além disso, há alimentos que provocam sonolência, e devem ser evitados. Confira algumas dicas de alimentação para as provas.

A seguir, confira dicas de nutricionistas sobre o que comer antes e durante o Enem:

  1. Evite surpresas. Não deixe para provar alimentos diferentes, aos quais não está acostumado, na semana da prova, e principalmente no dia da prova.
  2. Não faça jejum. Não se deve ter um intervalo grande de tempo entre as refeições, pois o cérebro precisa de energia para propiciar bom rendimento ao estudante.
  3. Na véspera, opte por alimentos leves. O ideal é evitar comidas com altos índices de gordura, que podem dificultar o processo de digestão. Congelados, refeições prontas e frituras devem ficar fora da dieta do candidato.
  4. Mantenha-se hidratado: não ingerir a quantidade suficiente de líquidos pode provocar cansaço, sonolência e mal-estar. Recomenda-se a ingestão de 2 a 3 litros de água por dia. Nos dias de prova do Enem, recomenda-se distribuir a ingestão de líquidos ao longo do dia para evitar a necessidade de ir ao banheiro muitas vezes durante a prova.
  5. Tome café da manhã e almoce. Muitos candidatos ficam em dúvida se devem almoçar antes de ir para a prova, pois o fechamento dos portões é até 13 horas (horário de Brasília). Mas a recomendação é que se tome um café da manhã e almoce.
  6. Durma e acorde cedo. No início do domingo, ingira frutas e alimentos proteicos, como ovo cozido ou queijo. No almoço, dê preferência por um almoço leve, sem alimentos gordurosos.
  7. Evite o excesso de cafeína.  De acordo com especialistas, a ansiedade aumenta a liberação do cortisol, hormônio do estresse, e isso aumenta a produção de ácido clorídrico no estômago. O café, dependendo da quantidade em que foi ingerido, agrava esse processo, provocando azia, refluxo e desconforto abdominal.
  8. Leve lanches saudáveis. No dia da prova, boas opções de alimentos são: barra de cereal, frutas, banana passa sem açúcar, amêndoas, água e suco. Chocolate pode ajudar a dar energia, principalmente o amargo, mas atenção: em dias quentes, ele derrete e faz sujeira. Alimentos muito perecíveis, como iogurte, também devem ser evitados, já que é impossível ter refrigeração durante o exame.
  9. Evite salgadinhos industrializados: eles possuem muito sal e provocam sede. Com isso o candidato perderá tempo indo ao banheiro diversas vezes.

O que almoçar no dia?

Um prato leve, que fornecerá energia ao candidato, sem prejudicar a digestão, pode ser: um grelhado, salada crua (que traz saciedade) e uma fonte de carboidrato (arroz ou batata, por exemplo). Para aqueles que não comem carne, a proteína pode ser ovo ou soja, por exemplo.

Confira alimentos que turbinam o raciocínio e concentração



Fonte: Fonte: R7