O impacto da má alimentação na saúde bucal

0
177

O impacto da má alimentação na saúde bucalA má alimentação pode desencadear uma série de problemas no organismo, e também, na saúde bucal do ser humano. Se alimentar mal traz um impacto negativo para os dentes e gengivas, podendo causar inflamações e doenças infecciosas. 

Algumas pessoas ainda não relacionam a alimentação com a saúde dos dentes e da gengiva, mas este fator tem está diretamente relacionado a nutrição e resistência dental – por exemplo –  e negligenciar isso traz resultados negativos para a saúde bucal e, consequentemente, todo organismo.

Neste artigo daremos algumas dicas para manter o funcionamento do corpo, reforçando a relação existente entre os alimentos e bebidas com toda a saúde.

Tome cuidado com o consumo excessivo de doces 

Um dos maiores vilões quando falamos em saúde bucal é a cárie e, em diversos casos, ela é desencadeada por conta do consumo excessivo de doces ou de alimentos repletos de açúcar.

Desde crianças somos orientados a não consumir diariamente doces diversos, como chocolates e chicletes. Mas essa orientação deve ser seguida até mesmo na vida adulta.

Nesse sentido, é primordial manter os hábitos de higiene e escovação. Contudo, a visita frequente ao dentista não deve ser abandonada.

Se você é filiado a um convenio odontologico, o surgimento de cáries é dificultado, levando em consideração as avaliações que são feitas regularmente por esses profissionais, com um ótimo custo-benefício.

Mesmo em casos em que há o surgimento de cáries e placas, ele é identificado logo no início, otimizando o tratamento.

Assim, é preciso ter cautela com a alimentação para reduzir ainda mais o surgimento de patologias.

Cabe ressaltar ainda que, além da saúde dental, o consumo excessivo de doces pode aumentar a resistência de insulina no sangue, resultando no surgimento ou agravamento da diabetes – que pode trazer complicações para a saúde do corpo. 

A diabetes consegue desencadear problemas nos olhos, neuropatia diabética, problemas no coração, infecções e lesões nos rins; além de tornar mais lento o processo de cicatrização de todo o corpo. 

Evite as bebidas alcoólicas 

O consumo elevado de bebidas alcoólicas também traz efeitos negativos para a saúde, como o câncer de fígado, de estômago e até mesmo a cirrose hepática.

Em relação à saúde bucal, o álcool possui um PH mais elevado que o da boca, fazendo com que os dentes se tornem mais porosos e amarelados, além de afetar a digestão dos alimentos.

Por esse motivo, a principal orientação de profissionais e clínicas de convenio dental é que o álcool seja retirado do consumo diário das pessoas. 

Uma dica para o consumo é intercalar com a ingestão de água e, assim que possível, realizar a escovação para impedir que as bactérias “fermentem” e se alimentem.

Escove os dentes 

Somente uma escovação eficaz consegue prevenir o desencadeamento de doenças gengivais ou dentais.

Quando falamos em inflamações bucais, muitas pessoas lembram diretamente da cárie, mas ela não é a única vilã. 

Inclusive, em alguns casos ela pode servir como um sinal para outras inflamações, que podem trazer danos muito maiores para o corpo. 

Algumas dessas inflamações são: 

Tártaro

O tártaro é uma placa bacteriana calcificada que se firma entre os dentes e a gengiva, podendo desencadear dores, irritação e até mau hálito.

Em alguns casos, pode impactar na produção de saliva, o que possibilita a proliferação da cárie e de outras inflamações, atingindo  com mais facilidade a raiz dos dentes.

Gengivite

De modo geral, a gengivite pode surgir a partir de uma placa de tártaro maltratada. 

Essas bactérias formam um “filme de inflamação” nas gengivas e tem como característica a vermelhidão das gengivas, mau hálito, ardência e sangramento.

O tratamento é simples, principalmente quando trabalhado ao lado de convenios odontologicos ou consultas regulares para a realização de procedimentos e acompanhamentos adequados com o dentista particular.

Isso porque apenas o profissional especialista pode trazer orientações precisas para um tratamento mais rápido e indolor. 

Para o tratamento adequado, pode ser necessário incluir o uso de antibióticos e enxaguantes bucais, de modo a devolver a saúde e a cor natural das gengivas. 

A gengivite certamente é uma das inflamações mais severas, pois pode se dirigir à corrente sanguínea, atingindo o coração e desencadeando diversos problemas cardiovasculares. 

Por isso, é importante estar atento à cor e aos sinais que a sua gengiva pode transmitir referente a sua escovação e alimentação.

Periodontite

A periodontite, por sua vez, é o agravamento da gengivite. Ou seja, uma inflamação mal tratada.

Quando a inflamação chegar a esse nível, o tecido das gengivas é atingido, tornando os dentes mais moles e resultando na perda total ou parcial dos dentes.

É justamente nesses casos que a procura por implantes dentários podem surgir, com intuito de recuperar a funcionalidade da arcada dentária e até o bem-estar do paciente.

Para que nenhuma dessas doenças venham a surgir, a orientação é que exista a supervisão de dois profissionais que podem direcionar uma boa saúde bucal e física do paciente.

Esses profissionais são os nutricionistas e os cirurgiões dentistas, que quando trabalham em conjunto podem criar uma rotina de cuidados com a boca e uma alimentação balanceada que reforça a estrutura dos dentes e traz mais disposição para todo organismo.

Tenha uma boa alimentação 

Complementando o tópico anterior, é importante ressaltar a alimentação como um fator determinante para a saúde.

Afinal, com auxílio de um nutricionista a sua alimentação será balanceada, promovendo vitaminas e nutrientes benéficos para todo o corpo.

É justamente com essas substâncias presentes em alimentos diversos que a resistência dental e a proteção do esmalte são proporcionados. Dentre os vegetais e frutas necessários é possível ressaltar:

  • Brócolis;
  • Cenoura;
  • Pepino;
  • Maçã;
  • Pera.

Assim, ao ter uma boa alimentação e higiene bucal, dificilmente você terá problemas dentais.

Contudo, não deixe de visitar o seu plano odontológico para realizar o acompanhamento adequado, afinal, imprevistos podem ocorrer e é essencial ter os check-ups realizados com frequência para minimizar esse risco.

É crucial que você entenda que a saúde dos seus dentes têm impacto em todo o organismo, afinal, é através da boca e da alimentação que é possível ter mais disposição e energia para realizar as tarefas do dia.

Assim, realize visitas frequentes ao seu cirurgião dentista e esteja sempre atento aos sinais que o seu corpo pode trazer, atentando para a higiene e demais cuidados que podem ser tomados.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Ideal Odonto, empresa especializada em planos odontológicos com atendimento acessível para devolver o sorriso dos pacientes.

©Plantão dos Lagos
Fonte: Redação / Plantão
Fotos: divulgação