Novo auxílio para mulheres de todo o Brasil é lançado pelo Ministério da Cidadania

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Um novo auxílio será pago às mulheres de todo o Brasil pelo Ministério da Cidadania, sendo uma nova forma de ajuda financeira com um valor fixado em 65 reais. Resumidamente, o Governo Federal já publicou o mandato de criação do benefício no Diário Oficial da União. Além disso, também construiu regras para acessá-lo. Confira agora mais detalhes sobre esse novo auxílio.

Leia mais: Confira nova rodada de pagamentos para o Auxílio Brasil e Vale-Gás

Novo auxílio de R$ 65 para mulheres de todo o Brasil

De acordo com o documento, o Benefício Composição Gestante (BCG) será oferecido às grávidas participantes do Cadastro Único (CadÚnico), ou que fazem parte do programa Auxílio Brasil. Durante todos os meses de gestação, cada beneficiária deve receber 65 reais por mês.

Objetivo do BCG

O BCG faz parte do Benefício Composição Familiar, do conhecido programa do Auxílio Brasil. Esse auxílio é permitido e fornecido às gestantes com o objetivo de aumentar a proteção materno-infantil durante a gravidez, incentivando assim maior atenção às fases críticas do desenvolvimento infantil.

Pagamentos e detalhes do novo benefício

Os pagamentos da nova assistência devem continuar independentemente do estágio da gravidez. Ou seja, é possível usar essas transferências independentemente do mês em que a pessoa está grávida. Além disso, a portaria estima que os depósitos normalmente devem ocorrer mesmo em caso de aborto.

Resumindo, cada mulher grávida só poderá receber apenas um BCG. Porém, não há limite para os benefícios por família. Se ela engravidar novamente, ela não poderá obter novos auxílios até 12 meses depois.

Por fim, as gestantes serão selecionadas automaticamente com base em dados do Sistema Único de Saúde (SUS) com auxílio do Ministério da Saúde, como informações pré-natais. Além disso, não há prazo para iniciar os pagamentos. No entanto, estima-se que aconteça nos próximos meses.



Fonte: Fonte: R7