Motoristas serão multados por excesso de barulho provocado pelos carros

Sabia que um novo modelo de radar que multará veículos com excesso de ruídos causado pelos sistemas de escapamentos pode ser implantado no país? Apostamos que você já consegue pensar em algumas pessoas que sairão prejudicadas a partir disso. O conceito, que veio importado da França, começou a sua fase de testes em Curitiba.

Leia mais: Saiba mais sobre o kit que burla radar que pode gerar penalidades

Entenda a tecnologia que está sendo implantada

Os testes estão sendo desenvolvidos se deram a partir de uma parceria entre a Perkon e a Superintendência de Trânsito (Setran). Essa tecnologia tem como objetivo mediar a velocidade, além de detectar os ruídos que são tidos como exageradamente excessivos. Isso acontece quando se ultrapassa os 90 decibéis.

Na França, um sistema similar a esse vem sendo testado em cidades do país europeu. Um deles está na rodovia de Yveline, que está situada a oeste de Paris. A missão é a redução do excesso de barulhos que atrapalham o trânsito.

Como o radar vai detectar o excesso de barulho

De acordo com uma análise de dados coletados por meio do uso de imagens e vídeos, o aparelho vai conseguir multar o motorista quando ultrapassar o limite e o nível de barulho permitidos. Aqui no Brasil, os testes já iniciaram na Avenida Victor Ferreira do Amaral, que está localizada no bairro Tarumã da capital paraense.

A intenção de colocar em prática essa iniciativa começou com o grande número de reclamações junto à Câmara de Vereadores a respeito do barulho em grande quantidade de carros e motos. Isso é explicado pela Rosangela Battistella, que está no cargo de superintendente de Trânsito de Curitiba.

Punições aos motoristas e pilotos

Após a coleta dos dados, será possível projetar um diagnóstico sobre os veículos na localização, especialmente nos horários em que a poluição sonora é mais intensa.

“Com base nas informações de perfil comportamental destes motoristas, vamos conseguir identificar o horário de maior incidência e o tipo de veículo para que possamos atuar com blitz educativas e também com a fiscalização”, explicou a superintendente. É válido ressaltar que isso é apenas um teste. Nenhuma multa será gerada.

Nenhum ponto será aplicado à carteira de habilitação dos motoristas que ultrapassarem em mais de 90 decibéis no radar ainda, pois se faz necessária uma homologação do Instituto Nacional de Metrologia, Inmetro (Qualidade e Tecnologia) e também do processamento de regulamentação do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) e do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) para isso.

Fonte: Fonte: R7