MEC afirma que irá divulgar datas do Enem 2020 nesta quarta-feira

0
16



O anúncio ocorre uma semana após o MEC divulgar o resultado da enquete com candidatos, em que 50% dos participantes afirmaram preferir a prova em maio de 2021. Apesar da preferência, foi necessário articular o cronograma com estados e universidades, que usam o Enem como vestibular. Enem 2020: novas datas do exame serão divulgadas nesta quarta-feira (8)
André Melo Andrade/Myphoto Press/Estadão Conteúdo
O Ministério da Educação (MEC) informou que irá divulgar as datas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 nesta quarta-feira (8), às 17h.
O anúncio será feito em entrevista coletiva para a imprensa, conduzida pelo secretário-executivo do MEC, Antonio Paulo Vogel, e por Alexandre Lopes, presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela prova.
O MEC segue sem ministro. Desde a saída de Abraham Weintraub, em 18 de junho, e a queda de Carlos Alberto Decotelli, em 30 de junho, nenhum outro sucessor foi nomeado para o comando da pasta.
O anúncio ocorre uma semana após o MEC divulgar o resultado da enquete com candidatos, em que 50% dos participantes afirmaram preferir a prova em maio de 2021.
Apesar da preferência dos estudantes, foi necessária uma articulação com as secretarias estaduais de educação e as universidades porque a nota no Enem é usada como critério de acesso a vagas em universidades públicas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu).
Além disso, o Enem também é critério de seleção para programas de acesso ao ensino superior privado, como o Programa Universidade para Todos (Prouni), que oferece bolsas de estudos, e o Programa de Financiamento Estudantil (Fies), que ajuda a financiar o pagamento de mensalidades.
Estudantes escolhem maio de 2021 para realização do Enem, mas governo dará a palavra final
Enem adiado
A realização do Enem 2020 estava prevista para ocorrer em novembro. Com o avanço da pandemia do coronavírus e a suspensão das aulas presenciais em todos os estados houve pressão pelo adiamento da prova.
Mas a decisão pelo adiamento só ocorreu depois de o governo enfrentar questionamentos judiciais. O debate chegou ao Congresso, e o Senado aprovou um projeto que adiava o exame. O texto seguiu para avaliação da Câmara dos Deputados. Mas, antes que entrasse em pauta, Abraham Weintraub, então ministro da Educação, lançou a enquete para que os candidatos escolhessem, eles mesmos, a data do exame.
A indefinição gerou ansiedade em estudantes, que chegaram a fazer campanha nas redes sociais pela realização da prova em maio, o que beneficiaria estudantes da rede pública, segundo eles, por dar mais tempo para a preparação. Outros preferiram a prova em outra data (dezembro ou janeiro, por exemplo), para não correrem o risco de não ter Enem em 2021.
Em 1° de julho, o MEC informou que a data escolhida pelos participantes na enquete foi maio de 2021.


Fonte: Fonte: G1