Maior rival da Shein, Temu terá e-commerce e produtos no Brasil

A startup chinesa Temu vai iniciar as vendas de diversos produtos no Brasil em 2023. Ela, que é considerada a principal concorrente da Shein, já tem marketplace e o aplicativo de compras mais baixado dos Estados Unidos.

A notícia já preocupa outras grandes empresas do mercado digital, o que tende a tornar o e-commerce brasileiro ainda mais competitivo.

O varejista Temu se destaca no mercado de fast fashion, eletrônicos e produtos que já são comercializados no Brasil pela Shopee e pela Shein.  Com a sua chegada, há a expectativa de que os consumidores tenham mais uma opção para adquirir produtos nacionais e internacionais do Brasil.

Conheça a Temu: principal rival da Shein no mundo

Fundada em 2015, a Temu é uma startup que atua no mercado varejista, principalmente por aplicativo de e-commerce e marketplace. Ela pertence ao grupo empresarial Pinduoduo, da China.

É uma empresa tão promissora que a marca conseguiu abrir capital de 1,6 bilhão de dólares na bolsa de valores Nasdaq dos Estados Unidos, em 2018.

Apesar de não ter sua própria linha de roupas, como a Shein, ela vende utensílios domésticos, smartphones, eletrônicos e produtos de fábrica com preços abaixo do mercado.

Preços competitivos, publicidade e ampla presença digital

Hoje, é o aplicativo iOS de e-commerce mais baixado pelos norte-americanos, superando a Shein em compras e perfil de consumidor engajado.

Os gastos na Temu superam em 20% a outra empresa chinesa, conforme dados de análise de cartões de crédito e débito da Bloomberg Second Measure.

No mercado digital norte-americano, a marca já se destaca na venda de produtos e na publicidade após anunciar durante o maior evento esportivo do mundo, o Super Bowl. Eles lançaram a campanha “Compre como um bilionário”.

A alta popularidade das empresas chinesas nos EUA também é resultado da inflação que está gerando preocupação com o aumento no preço de outros produtos do país.

Apesar de estar ganhando notoriedade, a Shein continua seu processo de vendas e expansão em todo o mundo, o que garantirá preços mais competitivos nas duas empresas nos EUA e, principalmente, no Brasil.

Aqui, a Temu ainda está estruturando sua estratégia de vendas. A previsão da empresa Temu para iniciar as vendas em território brasileiro é até o fim de 2023.

Fonte: Fonte: R7