Jovem de 23 anos tenta Enem pela 4ª vez para cursar medicina: ‘Espero que seja a última vez’ | Roraima

0
26


A estudante Layanne Pacheco, de 23 anos, faz parte do grupo de 49 pessoas que optaram pela versão digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em Roraima, que acontece nesse domingo (7). Há cinco anos estudando para passar no vestibular, ela tem um sonho que a acompanha desde a infância: cursar medicina.

Mesmo com cansaço de ter que conciliar os estudos e uma pandemia, Layanne diz que continuou motivada. Ninguém na casa dela foi infectado pela Covid-19.

“Já tem um tempinho que eu venho tentando. Acho que faltava um pouco de esforço, mas nesses últimos anos eu tenho me esforçado bastante. Eu gosto muito da área, me identifico bastante. Eu acho que esses anos de cursinho me fizeram repensar várias vezes se era isso mesmo que eu queria. Mas, eu cheguei a conclusão que é sim. É algo que vem comigo desde que eu era pequena, então eu tenho certeza que eu quero cursar medicina”, disse a jovem.

Sobre a prova digital, a jovem diz que teve mais facilidade já que estuda pelo computador, mas que não há diferença com a versão impressa.

“Eu gostei da prova, bem parecida com a tradicional. Pra mim que costumo estudar pelo computador, tive facilidade pra fazer a prova digital. Faria sim [novamente a versão digital]. Mas, espero que seja a última vez”, complementou Layane.

Andriel Pedro, de 19 anos, estuda para medicina há 1 ano — Foto: Vanessa Fernandes/G1 RR

O mesmo sonho de cursar medicina é compartilhado pelo estudante Andriel Pedro, de 19 anos, que tenta pela segunda vez a aprovação por meio do Enem. Apesar da demora no primeiro dia para a abertura da plataforma, ele diz que faria a versão digital novamente.

“Já faz um ano que me preparo pra medicina, fiz cursinho e veio essa pandemia, acabei fechando o cursinho e estudando em casa. Optei pelo Digital pra saber como era. Gosto da área da saúde e de ajudar desde pequeno. Ultimamente meus pais ficaram doentes e fiquei com vontade de ajudar”, disse o jovem.

Geovana Caetano, de 19 anos quer cursar Lingua Espanhola e faz o Enem pela 2ª vez — Foto: Vanessa Fernandes/G1 RR

Estudar a Língua Espanhola é o desejo da estudante Geovana Caetano, de 19 anos que pretende ser professora. Ao G1, ela contou que não faria a prova digital novamente, já que foi apenas por experiência. Para esse segundo dia, ela espera “que as provas sejam um pouco mais fáceis que o primeiro”.

“[Fiz] para saber como ia ser. O primeiro dia foi tenso, demorado. Disseram que a página estava sobrecarregada e o Inep demorou para disponibilizar a prova. As questões estavam mais ou menos. Era só a gente prestar atenção nas perguntas e não errar tanto. A redação também não foi tão fácil”, disse Geovana.

Os portões foram abertos às 10h30 (horário local) e fecharam às 12h. A prova iniciou às 12h30 e segue até as 17h.

Neste domingo, os inscritos devem responder questões de ciências da natureza e matemática.



Fonte: Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui