Jogos eletrônicos se tornam aliados SURPREENDENTES para a saúde mental; entenda


Os jogos eletrônicos, outrora considerados meros passatempos, têm se revelado como uma alternativa surpreendente de promoção da saúde mental e criar laços sociais significativos.

Uma pesquisa recente intitulada “Mundo Infinito dos Games”, conduzida pela agência Live em colaboração com hub B1ld e a empresa de pesquisa Talk Inc, desvendou os motivos pelos quais as pessoas adotam os jogos eletrônicos não apenas como um hobby, mas como um estilo de vida voltado para o bem-estar.

Impacto positivo dos jogos na saúde mental

Segundo o estudo, cerca de um terço dos gamers brasileiros admitiram que utilizam os jogos para manter suas mentes ativas.

Esse reconhecimento do impacto positivo dos jogos na saúde mental tem se consolidado cada vez mais, evidenciando como tal forma de entretenimento vai além da diversão.

O estudo, que ouviu 1597 pessoas em todo o território nacional, revelou que 64% dos entrevistados atualmente jogam, enquanto 28% já jogaram no passado, e 8% nunca experimentaram tal entretenimento.

Além disso, a pesquisa traçou perfis distintos de gamers, como o “Gamer de Coração”, caracterizado por uma conexão profunda com os jogos, envolvendo desde a modalidade profissional até a criação de conteúdo e investimento financeiro.

A influência positiva dos jogos na saúde mental é amplamente destacada, com 42% dos entrevistados entre 16 e 26 anos concordando que os jogos ampliam seu círculo de amizades.

O fenômeno vai além, transformando conexões virtuais em relacionamentos duradouros, incluindo namoros e casamentos que evoluíram do ambiente online para o mundo físico.

(Imagem: Adobe Stock/Reprodução)

Sérgio Percope, head do hub de Games do Learning Village, ressalta os aspectos positivos e negativos dos jogos eletrônicos.

Ele destaca que, embora os videogames possam oferecer ganhos emocionais e habilidades específicas, o vício consegue limitar a interação interpessoal e a conexão com a realidade.

Carla Mayumi, Strategy Lead da Talk Inc, afirma que os jogos eletrônicos proporcionam uma experiência imersiva e fantasiosa.

Dessa maneira, conseguem transportar os jogadores para outra realidade e oferecem uma forma única de lidar com o estresse e desconexão do cotidiano.

A socialização também desempenha um papel crucial, proporcionando interações com amigos e familiares, apesar de, em alguns casos, poder afastar da convivência familiar.

Os games multiplayer, em particular, incentivam essa coletividade, ao promover vínculos entre pessoas e grupos.

A pesquisa também revelou os principais motivos pelos quais as pessoas jogam: diversão, fantasia, o jogo em si, estratégia, competição, dificuldade e conhecimento.

Tais fatores demonstram como os jogos eletrônicos vão muito além do entretenimento, influenciando a saúde mental, proporcionando aprendizado e enriquecendo a vida social dos jogadores.

Em um mundo onde a saúde mental é cada vez mais valorizada, os jogos eletrônicos emergem como uma ferramenta surpreendente e multifacetada para gerar bem-estar e conexão humana, ampliando as fronteiras do entretenimento.



Portal R7