Isenção do Imposto de Renda pode chegar a R$ 3.300 em 2022

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Milhões de brasileiros declaram o Imposto de Renda (IR) todos os anos junto à Receita Federal. Porém, há uma parte da população que pode ser contemplada com a isenção do valor do imposto. Por isso, confira agora quais são as novidades para a isenção do Imposto de Renda em 2022.

Leia mais: Congelamento do IPVA 2022: Estado aprova a medida com unanimidade.

Existem parâmetros específicos que definem quem precisa declarar o Imposto de Renda, e a Receita Federal é a responsável por estabelecer esses critérios. Nesse sentido, o intuito da declaração é conferir, através de uma análise dos tributos pagos conforme a renda mensal do cidadão, se as informações descritas são legais.

Além disso, a partir da verificação dos rendimentos, é estabelecido um valor a ser pago. É justamente nisso que haverá possíveis mudanças para o ano de 2022, pois existe um projeto de lei em processo de tramitação. Sendo assim, os contribuintes devem pagar menos ao “leão” esse ano.

Proposta de ampliação da isenção do IR

O projeto é de autoria do senador Angelo Coronel (PSD-BA) e tem o intuito de reformular tanto o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) quanto o Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ). A ideia é que a faixa de isenção do IRPF passe de R$ 1.903,98, que é o limite atual, para R$ 3.300. A medida visa aliviar a cobrança para as pessoas que possuem renda mais baixa, e pode começar a valer já em 2022.

Dessa maneira, será possível contemplar cerca de 5,6 milhões de novos contribuintes. Então, o número de pessoas isentas deve alcançar 16,3 milhões de brasileiros, enquanto o número atual é de 10,7 milhões. O projeto prevê também uma faixa de reajustes conforme a renda. Confira:

  • Faixa 1 – até R$ 2.500: isento;
  • Faixa 2 – De R$ 2.500,01 até R$ 3.200: 7,5%;
  • Faixa 3 – R$ 3.200,01 até R$ 4.250: 15%;
  • Faixa 4 – R$ 4.250,01 até R$ 5.300: 22,5%;
  • Faixa 5 – Acima de R$ 5.300,01: 27,5%.

Declaração simplificada

Em um primeiro momento, o projeto enviado pelo governo sugeria uma limitação para a declaração simplificada. Assim, apenas contribuintes com renda mensal de até R$ 3.333 poderiam utilizar a modalidade.

No entanto, a oposição exigiu que essa regra fosse retirada para que o projeto fosse aprovado na Câmara dos Deputados. Por isso, a declaração simplificada está mantida, ou seja, o contribuinte que desejar poderá solicitar o abatimento de 20% do IR sobre a soma dos rendimentos tributados.





Fonte: Fonte: R7