Guia orienta gestores sobre qualidade de internet nas escolas – Notícias

0
9





Profissionais da educação ganharam nesta quinta-feira (16) um reforço especial, foi lançado o Guia de Conectividade na Educação — Passo a passo para a conectividade das escolas públicas brasileiras, que tem como objetivo orientar gestores públicos sobre como diagnosticar, planejar, contratar e monitorar a qualidade da Internet em escolas e redes públicas de ensino.


Especialistas promovem debates sobre a alfabetização tecnológica


A publicação do Gice (Grupo Interinstitucional de Conectividade na Educação) tem a coordenação técnica do NIC.br (Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR) e do CIEB (Centro de Inovação para a Educação Brasileira). O GICE é formado por entidades governamentais, operadoras, provedores regionais, empresas de tecnologia, associações e organizações do terceiro setor.





Durante o evento também foi apresentada uma nova funcionalidade do Mapa da Conectividade na Educação, plataforma que foi lançada em março, que permite gestores e secretários de educação fazerem uma análise do desempenho da banda larga em escolas municipais e estaduais brasileiras, onde há medidores do NIC.br instalados. A partir desta quinta, os profissionais da educação poderão extrair relatórios sumarizados por redes estaduais e municipais de ensino.


Tanto o guia quanto o mapa são ações do projeto Conectividade na Educação, lançado em 2020 com o objetivo de reunir dados e referenciais técnicos para apoiar a formulação de políticas públicas e de conectividade na área. O projeto é capitaneado pelo NIC.br e pelo CIEB.


Gabriela Marin, do Nic.br, destacou que algumas funcionalidades do Mapa como, por exemplo, o número de escolas que usam wifi em uma determinada rede de ensino. “Com as informações em mãos é possível promover um planejamento escolar melhor.”





“O Mapa organiza e sistematiza as informações sobre conectividade e também traz dados sobre a qualidade dessa conexão nas escolas”, conclui Raquel Costa, do CIEB.


Após o diagnóstico, os gestores podem acessar o Guia de Conectividade que traz um passo a passo para que esses profissionais possam viabilizar a conectividade adequada para as escolas públicas brasileiras, como recurso de apoio pedagógico, além de permitir e apoiar o ensino híbrido neste momento de pandemia. O guia está alicerçado em quatro passos: diagnosticar, planejar, contratar e monitorar a internet nas redes de ensino públicas. 





Fonte: Fonte: R7