Governo suspende atividades de 180 empresas após denúncias de telemarketing abusivo

A prática de um telemarketing insistente tem se tornado comum no Brasil, onde as pessoas já aprenderam a passar o dia rejeitando ligações de spam. Mas o que o poucos sabem é que essa prática, quando intensa e invasiva, é ilegal, e assim, o cidadão pode fazer uma denúncia no Portal do Consumidor do Sistema Nacional de Informação de Defesa do Consumidor (Sindec). Por exemplo, as reclamações de clientes resultaram, recentemente, na suspensão de 180 empresas por telemarketing abusivo.

Leia mais: MP determina que Caixa pague R$ 5 bilhões para aposentados

180 empresas param de funcionar

A suspensão foi decretada no último dia 18, e já vale para todas as empresas alvo da sentença. No caso, essa foi uma ação conjunta da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) e do Ministério Público da Justiça e Segurança Pública. Assim, esses órgãos escolheram as empresas recordistas de denúncias na plataforma do Sindec e as investigaram.

Dessa forma, foi possível constatar a presença de telemarketing abusivo e recorrente, mesmo após o cidadão demonstrar desinteresse pelo produto ou serviço. Ademais, os órgãos também investigam sobre a forma como essas empresas conseguiram os contatos que usavam nas ligações. Ao que tudo indica, a aquisição teria sido feita por meio de mecanismos ilegais, como a compra de dados ou vazamentos.

Com isso, essas empresas ficam permanentemente proibidas de realizarem qualquer atividade no Brasil. Além disso, o descumprimento na decisão de encerrar as atividades pode resultar em uma multa diária de R$ 1 mil, e que pode chegar a até R$ 13 milhões. Ao todo, foram 180 empresas que deixaram de funcionar por conta da prática inconveniente.

Como denunciar telemarketing abusivo?

Por fim, faz-se necessário ressaltar que essa ação é resultante de uma análise criteriosa das denúncias feitas pelos consumidores. Portanto, se algum número te incomoda com ligações inconvenientes e insistentes, saiba que é possível denunciá-las. Para isso, basta que você acesse o site do Sindec e faça a sua reclamação. Assim, essas empresas podem passar por um processo de investigação que acabará por encontrar irregularidades capazes de tirá-las do mercado.

Fonte: Fonte: R7