Governo Federal aprova reajuste de tarifas postais

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Conforme publicado em edição extra do Diário Oficial da União do dia 26 de abril, o Ministério das Comunicações aprovou uma correção nas taxações dos serviços postais e telegráficos, tanto nacionais como internacionais, ofertados exclusivamente pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). Acompanhe a leitura e saiba mais sobre o assunto!

Leia mais: Segunda fase do dinheiro esquecido: entenda como vai funcionar o resgate

O reajuste das tarifas dos Correios

De acordo com o que consta na edição extra do Diário Oficial, o percentual de reajuste aprovado é correspondente à variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA/IBGE) que faz referência ao período de janeiro a dezembro de 2021, sem contar com o Fator de Produtividade.

Além disso, as novas taxas tiveram uma correção de 9,5579% líquido de impostos e contribuições sociais, uma vez que os Correios são uma empresa estatal. Ademais, a previsão do Ministério é que a decisão entre em vigor ainda em maio.

Onde conferir os novos valores dos serviços postais?

As informações que constam na tabela de preços exposta na edição extra do Diário Oficial da União leva em consideração o peso do produto e pode variar conforme o país e localidade do envio e destino.

Assim, para saber mais a respeito dos novos valores após o reajuste, basta acessar o portal online oficial do Diário Oficial da União e conferir a edição extra do dia 26. Lá, estão descritos todos os serviços prestados pelos Correios e os respectivos novos preços que serão cobrados depois da decisão descrita na Portaria MCOM N° 5.361.

Além disso, segundo o informe, ficam revogadas as disposições da Portaria MCOM N° 2697, de 25 de maio de 2021, com exceção do art. 3º quanto ao percentual aplicado de 4,094%, o qual vigorará por 64 meses, conforme estabelecido na Portaria n° 432 do Ministério da Fazenda, de 17 de outubro de 2017.



Fonte: Fonte: R7