Estudantes podem se inscrever no Pism 2022 da UFJF pelo sistema de cotas; saiba como | Zona da Mata

0
14


As inscrições para o Programa de Ingresso Seletivo Misto (Pism) 2022 da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) poderão ser realizadas pelo sistema de cotas. O processo de inscrição está aberto e será finalizado no próximo dia 18 de outubro.

Na segunda-feira (4), a UFJF divulgou orientações específicas para os concorrentes dos grupos de cotas A, A1, B e B1 – todos eles contemplam candidatos com critérios de renda. Leia abaixo as principais orientações.

Podem se inscrever nesses grupos de reserva de vagas candidatos com renda familiar bruta per capita (por pessoa) igual ou inferior a 1,5 salário mínimo nos meses de referência da matrícula (julho, agosto e setembro) e que tenham cursado integralmente o ensino médio em escola pública.

  • Grupo A: candidatos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas, com renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei n° 12.711/2012);
  • Grupo A1: candidatos com deficiência autodeclarados pretos, pardos ou indígenas, que tenham renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei n° 12.711/2012, alterada pela Lei 13.409/2016);
  • Grupo B: candidatos com renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei n° 12.711/2012);
  • Grupo B1: candidatos com deficiência que tenham renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas (Lei n° 12.711/2012, alterada pela Lei 13.409/2016).

Como é feito o cálculo de renda na UFJF

Segundo a instituição, no cálculo serão computados os rendimentos de qualquer natureza recebidos pelas pessoas da família, a título regular ou eventual, inclusive aqueles provenientes de locação ou de arrendamento de bens móveis e imóveis.

Como é calculada a renda familiar bruta mensal per capita?

A renda familiar bruta mensal é apurada em três etapas:

  • 1ª etapa: calcula-se a soma dos rendimentos brutos de todas as pessoas da família a que pertence o estudante, levando-se em conta, no mínimo, os três meses anteriores à data de inscrição do candidato no processo seletivo (julho, agosto e setembro);
  • 2ª etapa: depois calcula-se a média mensal dos rendimentos brutos, dividindo a soma pelo número de meses;
  • 3ª etapa: em seguida, divide-se o valor apurado pelo número de pessoas da família do estudante.

Após a inscrição, será necessário comprovar a renda?

Sim. Na matrícula serão exigidos os documentos para comprovar a renda declarada. A relação está prevista na Portaria da Matrícula.

Sem os documentos, o candidato poderá ter a matrícula indeferida, ou seja, rejeitada/cancelada.

Como comprovar a condição na matrícula?

Os estudantes poderão comprovar a condição de 4 maneiras.

Para beneficiários dos programas Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada (BPC) ou dos programas de Bolsas e Auxílios da UFJF (Proae/UFJF), a lista de documentos é simplificada.

Já para os que não estão nesses programas, é necessário ler com atenção o Anexo 2 da Portaria de Matrícula. Lá estão relacionados todos os documentos que devem ser enviados.

  • Beneficiários do Programa Bolsa Família: devem apresentar, obrigatoriamente, a folha de resumo do CadÚnico, a qual deverá indicar a renda familiar bruta mensal per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e o comprovante do recebimento do Programa Bolsa-Família – Extrato Bancário;
  • Beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC): é preciso apresentar, obrigatoriamente, a folha de resumo do CadÚnico, a qual deverá indicar a renda familiar bruta mensal per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e o comprovante de recebimento Benefício de Prestação Continuada (BPC) – Histórico de Créditos do INSS.;
  • Beneficiários de Bolsas e Auxílios da PROAE/UFJF: precisam apresentar, obrigatoriamente, o comprovante de recebimento de bolsa do Sistema Integrado de Gestão Acadêmica (Siga), em que conste a modalidade, o valor da bolsa e o período de vigência;
  • Outros: para os demais candidatos, que não são beneficiários dos programas acima, é necessário reunir toda a documentação comprobatória de renda da família descrita no Anexo 2 da Portaria da Matrícula, observando cada situação do grupo familiar (tipo de renda e atividade).

Recomendações e outras dúvidas

Para os candidatos do módulo III do Pism, que optarem por estes grupos, mesmo que o requerimento de matrícula seja em 2022, recomenda-se que já separe documentos tais como contracheques e extratos bancários.

Além disso, será considerado o ano de 2021 como referência para os documentos de renda, que têm caráter anual, tais como a Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF), entre outros.

Caso o candidato tenha dúvida sobre os procedimentos de matrícula, é necessário que acesse a Portaria de Matrícula, disponível na página da Coordenadoria de Assuntos e Registros Acadêmicos (CDARA).

Em caso as dúvidas sobre a documentação de renda, o estudante poderá entrar em contato através do endereço eletrônico [email protected] .

VÍDEOS: veja tudo sobre a Zona da Mata e Campos das Vertentes



Fonte: Fonte: G1