Entenda pergunta que fez participante perder prêmio de R$ 1 milhão em 'Quem quer ser um milionário'




Mineiro formado em Harvard errou questão sobre cidades que foram fundadas em 21 de abril. Ele deixou programa com prêmio de R$ 300 mil. Mineiro Arthur Abrantes responde pergunta de R$ 1 milhão no ‘Quem quer ser um milionário’
Reprodução TV Globo
Valendo R$ 1 milhão, qual é a reposta para a pergunta “o dia 21 de abril marca a fundação das cidades de”?
A) Londres e Brasília
B) Brasília e Roma
C) Brasília e Barcelona
D) Porto e Brasília
O mineiro Arthur Abrantes chegou até a pergunta 15 do quadro “Quem quer ser um milionário”, do Domingão com Huck, mas errou e saiu sem o prêmio máximo.
Participe do canal do g1 no WhatsApp
Brasília, que Arthur disse ter certeza da resposta, estava em todas as alternativas, mas e a outra? A resposta correta era a alternativa B, Brasília e Roma, justamente a que ele disse que “não jogaria”.
“Império romano… Afirmar que foi em 21 de abril um negócio que está aí faz mais de 2000 anos… Acho difícil”, disse ele no programa deste domingo (5).
É que a fundação de Roma é indicada, por tradição, em 21 de abril de 753 a.C, data em que Rômulo, o fundador e primeiro rei da cidade, teria matado Remo, seu irmão, por ele ter desrespeitado a demarcação.
Conta a lenda que Rômulo e Remo eram filhos do deus grego Ares, ou Marte, seu nome latino, e da mortal Reia Sílvia (ou Rhea Silvia), filha de Numitor, rei de Alba Longa. Logo após o nascimento, as crianças foram jogadas no rio Tibre a mando do rei Amúlio.
Mas os bebês foram levados pela correnteza até a margem do rio e encontrados por uma loba, que amamentou e cuidou dos irmãos até que eles fossem encontrados pelo pastor Fáustulo, que os criou como filhos, segundo a lenda.
LEIA TAMBÉM
ENEM: Tema da redação foi a invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil’
GABARITO: Veja respostas extraoficiais das questões do 1º dia de prova do Enem
NOVA CARTEIRA DE IDENTIDADE: Governo prorroga prazo para estados emitirem documento
Ajuda da plateia
Arthur tinha duas opções de ajuda. A chamada “meio a meio” e a ajuda da plateia. O mineiro escolheu a segunda, mas não seguiu a maioria, que votou pela letra B.
Ao responder letra C, o participante errou a questão e saiu com um prêmio de R$ 300 mil. “A plateia estava certa”, disse ele, que foi muito aplaudido.
Ex-aluno da rede pública formado em Harvard dá 5 dicas para fazer faculdade nos EUA
Quem é o participante
Negro e ex-aluno de escola pública, Abranches é formado em ciências da computação pela Universidade Harvard, nos Estados Unidos, considerada uma das 10 melhores do mundo.
Ao se formar no ano passado, o mineiro de Paracatu, cidade no Noroeste de Minas Gerais, dedicou a vitória ao pai.
Na legenda de uma homenagem nas redes sociais, escreveu: “Eu dedico esta conquista ao meu pai, que não teve as mesmas oportunidades que eu, mas que abriu o caminho para mim. Obrigado, pai! Sinto sua falta.”
Wariston Abrantes faleceu em 2018, em um acidente de carro, quando Arthur estava no segundo ano da graduação.
“Ele era mecânico, começou a trabalhar muito cedo e só fez até a quarta série. Acho que ele teria ficado muito orgulhoso de mim”, disse ele ao g1 na época.
Quando concluiu o ensino fundamental II, em Paracatu, município com menos de 100 mil habitantes em Minas Gerais, nem imaginava o que o futuro reservava para ele. “Não passava pela minha cabeça que um dia eu faria faculdade”, conta.



G1 Educação