entenda como é a profissão

0
16


Você já pensou em trabalhar no mercado financeiro? Se sim, então precisa entender como é a profissão de Analista de mercado financeiro, já que essa é a posição mais interessante no segmento, além de ser a mais acessível também. Afinal, você não precisa de um curso de economia (mas é bom ter!) para atuar no segmento, basta ter um ótimo conhecimento de números e formação específica da Anbima e CVM.

Hoje em dia, muitas pessoas estão entrando no mercado financeiro, querendo saber como investir em Bitcoin no Brasil e como comprar ações de empresas. Quem ajuda essas pessoas a aplicar o dinheiro de maneira interessante é o analista de mercado financeiro. Além disso, ele também pode atuar em outras áreas, ajudando empresas de outras formas a se posicionarem no mercado.

E aí, quer conhecer mais sobre essa profissão? Então entenda como é a profissão de analista de mercado financeiro a seguir!

Entenda como é a profissão de analista de mercado financeiro em 4 pontos

1. Atuação

O analista de mercado financeiro é um profissional cuja principal função é oferecer suporte técnico ao investidor. Para isso, ele usará diversas ferramentas e técnicas para analisar o mercado financeiro e retirar de lá insights e oportunidades para repassar ao seu cliente, que é o investidor de corretoras ou bancos. Além disso, o analista também pode trabalhar alocado em empresas, ajudando a fazer análise para que o próprio negócio saiba como se posicionar no mercado, seja para avançar em uma área, seja para recuar em outra.

Dessa forma, um analista de mercado financeiro trabalha constantemente com dados, relatórios, números e tabelas, analisando o que as informações dizem e como elas colaboram entre si.

Por exemplo, um analista de mercado financeiro pode se especializar em Análise Fundamentalista, o que faz com que ele leia constantemente relatórios e balanços de empresas, junte essas informações e cruze com dados de mercado e de setores para identificar os negócios que estão em melhor estado financeiro e que são boas oportunidades de aplicação no longo prazo.

Ele também pode se especializar em Análise Técnica, que consiste na leitura do gráfico de valorização e desvalorização de ações para identificar padrões de mercado e tentar aproveitar as oportunidades que nascem daí.

Seja como for, o analista precisará basear suas recomendações em dados, sempre lembrando o investidor dos riscos inerentes de cada aplicação realizada na Bolsa ou em outros mercados.

2. Formação

Um analista de mercado financeiro não precisa, necessariamente, ter uma formação em economia. É claro que, caso ele tenha, isso facilitaria a sua atuação profissional. Afinal, muitas das regras e funcionamentos do mercado são aprendidos já na formação universitária.

No entanto, muitos analistas do mercado atualmente têm formação superior em outras áreas, como Engenharia, Administração e Estatística. Em comum, todas elas têm o fato de que há grande ênfase em trabalhar com contas e números, além de fórmulas e análise de dados.

Isso é vital para conseguir uma boa colocação no mercado de trabalho, já que a formação específica para a área é feita pela Anbima. Ela conta com várias certificações diferentes, uma para cada área. Quem quer trabalhar em bancos, por exemplo, precisa da CPA-10. Já para corretoras, é a CPA-20. Isso sem falar de outros títulos e certificações para outros contextos.

3. Salário

O salário de um analista de mercado financeiro varia muito. Isso porque é normal que eles recebam um valor mensal fixo + uma comissão com base em resultados, prospecção de clientes e outros elementos. Por isso, os ganhos desse profissional são difíceis de auferir. Segundo o Glassdoor, uma das principais plataformas de mercado do Brasil, o salário médio de um analista de investimentos é de R$ 5.897,00 por mês, mas sem a presença de bonificações, que podem aumentar bastante esses resultados. Nem toda empresa paga essas bonificações, o que também afeta bastante esse cálculo. Dito isso, não é raro ver profissionais da área com um rendimento mensal acima dos R$ 10.000,00.

4. Mercado de trabalho

Normalmente, o principal mercado de trabalho para analistas está em bancos e corretoras de investimentos. É ali que as principais vagas estão. No entanto, também existem outras empresas que podem contratar esse profissional, como startups, fintechs, financeiras e seguradoras.

Atualmente, o mercado financeiro tem crescido bastante. Só na Bolsa de Valores, já temos 3,5 milhões de pessoas, sendo que há 2 anos o número era muito menor. Ou seja, há um movimento enorme de pessoas passando a investir mais, o que abre a necessidade de mais analistas. Isso é muito positivo.

Pronto! Agora já deu para entender como é a profissão de analista de mercado financeiro na prática, não é mesmo? Como o segmento de investimentos no Brasil está crescendo bastante, essa é uma área com muitas oportunidades no momento. Na prática, muitas corretoras estão em constante processo de recrutamento para ter profissionais o suficiente para atender as demandas dos seus clientes. Por isso, é um setor com alta contratação agora.

E aí, gostou do conteúdo? Pretende trabalhar como analista de mercado financeiro? Então comente abaixo!





Fonte: Fonte: R7