Enem: escolas sem energia em SP terão geradores, garantem Enel e governo federal – Notícias



A concessionária Enel, responsável pela distribuição de energia elétrica na maior parte da Grande São Paulo, e o governo federal afirmaram que haverá fornecimento de energia elétrica nos locais de realização do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em São Paulo, neste domingo (5).


Nas escolas onde a energia não tiver sido restabelecida, após o forte temporal ocorrido na sexta-feira (3), serão usados geradores. Os alunos devem, portanto, comparecer ao local marcado. 



Os ministros de Minas e Energia, Alexandre Silveira, e da Educação, Camilo Santana, informaram no sábado (4) que garantem a prestação de serviço. A declaração foi feita a partir do trabalho de coordenação com as distribuidoras de energia.


Conforme a distribuidora Enel, por exemplo, 308 escolas devem receber alunos para realizarem a prova, mas o fornecimento de energia em 47 unidades escolares ainda estava afetado na noite deste sábado (4). Onde o problema não for solucionado a tempo, serão usados geradores.


A saída foi uma alternativa para evitar que os alunos sejam prejudicados. A chuva que atingiu o estado de São Paulo afetou o fornecimento de energia em várias regiões. Na região metropolitana, 1,4 milhão de clientes foram prejudicados, e a previsão de solução completa é apenas para terça-feira (7).


Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram


De acordo com o Ministério de Minas e Energia, em áreas atendidas por outras concessionárias, como no interior de São Paulo, o mesmo procedimento será adotado. 


Na manhã deste sábado (4), o ministro de Minas e Energia também determinou abertura de uma sala de situação, para acompanhar o fornecimento de energia elétrica no estado de São Paulo.


Governo de SP


O governo de São Paulo diz que manteve contato com o ministério desde a manhã deste sábado, reforçando o pleito. “O governo federal confirmou que as concessionárias irão alocar geradores nos locais de prova em que o fornecimento de energia elétrica não for restabelecido pelas redes de distribuição”, informou a gestão do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos).


A Sabesp está em contato com as concessionárias de eletricidade e solicita que a população reduza o consumo de água até a normalização completa dos serviços. Sem energia, houve paralisação em diversas instalações e estações elevatórias, reduzindo o nível dos reservatórios da companhia.


Os acidentes decorrentes das chuvas extremas provocaram seis mortes em todo o estado, segundo a Defesa Civil. Uma pessoa morreu em Limeira, atingida por um muro; uma em Osasco, após queda de árvore sobre um carro; uma em Santo André, atingida por destroços que caíram de um prédio; e uma em Suzano e duas na capital, todas após quedas de árvores. A Defesa Civil também atendeu cerca de cem desabamentos em todo o estado, em ocorrências com danos em muros, casas e destelhamentos de imóveis.


As Defesas Civis estadual e municipais e o Corpo de Bombeiros registraram mais de 2.000 chamados em ocorrências em 40 cidades. Até o momento, não há previsão de novas tempestades e vendavais para os próximos dias.


Veja rastro de destruição após temporal




Portal R7