Enem digital: após problemas e atrasos no 1º dia, alunos de MG fazem mais provas neste domingo | Minas Gerais

0
11


Depois de enfrentarem atrasos e sistema carregado na primeira etapa da versão digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), 8,6 mil mineiros são esperados para fazer o restante das provas neste domingo (7).

Neste segundo dia de provas, serão aplicadas as provas de ciências da natureza e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias.

Na semana passada, muitos candidatos enfrentaram problemas com este formato e não conseguiram fazer as provas. Em Belo Horizonte, houve relatos de atrasos de mais de duas horas e sobrecarga no sistema. Várias reclamações foram registradas também em outros lugares do país.

Caderno de provas do Enem de 2019 — Foto: Ana Carolina Moreno/G1

Em Taguatinga (DF), o sistema de avaliação apresentou um erro e os alunos foram dispensados sem conseguir fazer a prova. Eles só puderam deixar o local do exame às 15h.

Em Palmas (TO), houve relatos de problemas técnicos que impediam o acesso ao sistema de avaliação em pelo menos três locais de prova. Alguns candidatos acabaram sendo dispensados sem responder as questões.

O ministro da Educação Milton Ribeiro, que esteve em Belo Horizonte no último domingo (31), disse que os alunos que foram prejudicados por falhas no sistema poderão fazer o teste nos dias 23 e 24 de fevereiro.

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, esteve em Belo Horizonte para uma reunião com integrantes do governo estadual. — Foto: TV Globo

Esta é a primeira vez no país que o exame acontece no formato digital. As provas físicas foram realizadas nos dias 17 e 24 de janeiro.

Doze cidades mineiras participam do Enem digital

  1. Belo Horizonte
  2. Betim
  3. Contagem
  4. Governador Valadares
  5. Ipatinga
  6. Juiz de Fora
  7. Montes Claros
  8. Passos
  9. Patos de Minas
  10. Poços de Caldas
  11. Sete Lagoas
  12. Uberlândia

Ninguém fará a prova em casa

O Enem digital é aplicado em locais designados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Os portões são abertos às 11h30 e se fecham às 13h. As provas começam a ser aplicadas às 13h30. Ninguém fará a prova em casa.

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, afirma que até há condições para fazer uma prova remota – existem tecnologias como câmeras que checam se o candidato está tentando colar ou obter vantagem indevida.

“Nós não pensamos em fazer no momento, mas é o natural pelo avanço da tecnologia. É um processo mundial. O que a tecnologia vai trazer de possibilidade no futuro é difícil de prever”.

Ainda segundo o Inep, haverá computadores para todos. Inclusive, cada local de prova terá máquinas extras que podem substituir as que apresentarem problemas.

Se alguma quebrar, um técnico de informática disponível na sala avaliará a possibilidade de transferir o candidato para outro computador. Se o procedimento demorar menos de 15 minutos, o estudante pode terminar a prova. Caso leve mais tempo, ele terá de fazer a reaplicação do Enem em fevereiro.

Para impedir a cola nos locais do exame, os computadores não terão acesso à internet nem lerão CDs ou dispositivos conectados por cabo USB. O candidato também não conseguirá usar programas de edição de texto (como Word) ou calculadora.

Segundo o Inep, o uso da caneta preta de tubo transparente é obrigatório. Apesar de a prova ser digital, a redação é manuscrita, não digitada.

O uso de máscara é obrigatório, por causa da pandemia. Segundo o Inep, haverá 25 candidatos por sala, em média. Ou seja: é essencial se proteger da infecção.

Os demais protocolos contra a Covid-19 também devem ser respeitados, como o distanciamento entre as mesas, a disponibilização de álcool em gel e a ventilação natural no ambiente.

Enem 2020 — Foto: Caio Rocha/Framephoto/Estadão Conteúdo

O Inep disse que, por questões de segurança, não divulga uma lista com todos os locais de aplicação do exame. O estudante pode consultar onde fará a prova na Página do Participante, no site do Enem.

O cartão de confirmação de inscrição, disponível on-line, traz o local do exame, o número de inscrição, a data e o horário em que a prova será aplicada. O Inep recomenda que o participante leve o documento nos dias de aplicação da prova.

Itens obrigatórios para fazer o Enem 2020:

  • Caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente;
  • Documento de identificação;
  • Máscaras de proteção contra a Covid-19.

Além disso, é recomendável levar álcool em gel, cartão de confirmação de inscrição, água e um lanche.

Vídeos: Aplicativo G1 Enem



Fonte: Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui