Enem 2023: Fui mal no primeiro dia de prova, e agora?




Educadoras dão dicas para a semana até o segundo dia de exame e reforçam a importância de tirar um tempo para descansar. Provas do dia 12 serão de matemática e ciências da natureza. Caderno Enem
Shutterstock
Fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2023 no domingo (5) e acha que não foi bem nessa primeira etapa? Não desanime e mantenha o foco, pois no próximo domingo (12) é a vez das provas de matemática e ciências da natureza.
Segundo educadoras ouvidas pelo g1, o melhor é manter a calma, até porque não tem como saber o resultado da prova apenas pela quantidade de respostas certas. Isso se deve ao modelo de correção usado no Enem.
Chamado de Teoria de Resposta ao Item (TRI), o método busca priorizar a coerência no desempenho dos candidatos. A nota não é simplesmente a soma do número absoluto de acertos. Veja aqui como a nota do Enem é calculada.
A mentalidade deve ser a de manter o foco e pensar que precisa dar o melhor de si. Se o estudante fizer isso, sendo o resultado esperado ou não, vai sair fortalecido e independente. Pode até ser que saia desanimado da prova, mas isso não quer dizer que não tenha se saído bem.
g1 vai fazer a correção ao vivo das questões e terá gabarito extraoficial; siga cobertura
A CEO da edtech TRIEduc, Juliana Miranda, concorda e ressalta que não dá para prever o desempenho na prova com base na quantidade de questões que acertou na prova.
É impossível um aluno realmente saber se foi bem ou mal apenas contando a quantidade de questões que respondeu corretamente, pois as notas finais do exame são calculadas pela Teoria de Resposta ao Item.
Por esse modelo, são atribuídas pontuações diferentes às questões da prova dependendo do seu nível de dificuldade.
Por esse motivo, as especialistas defendem que é necessário manter a concentração e não se deixar dominar pela ansiedade.
“É preciso ter em mente que ainda não acabou. Falta a segunda etapa, que é tão importante quanto a primeira. Então, os alunos devem focar no que está por vir”, diz Catarina.
Para isso, a sugestão dela é que os alunos mantenham o ritmo de estudos que tiveram na primeira fase.
“Mantenham-se concentrados, frequentem as aulas normalmente, fiquem atentos às dicas dos professores para as matérias da segunda etapa que ainda vão acontecer e revisem as disciplinas do segundo dia”.
Também vale a pena dar um pouco mais de atenção para a disciplina na qual tem maior dificuldade. “E aproveite a semana para tirar dúvidas”, completa a coordenadora.
Descansar faz bem
Outra coisa importante antes da última etapa é tirar um tempo para relaxar. É necessário que o aluno descanse e faça algo prazeroso para driblar a ansiedade.
Algumas das orientações das especialistas incluem:
se afastar das redes sociais;
evitar comentários de outros candidatos sobre o primeiro dia de prova;
fugir de qualquer tipo de conflito;
ficar com pessoas que o deixem feliz e confortável;
fazer atividades físicas leves;
comer alimentos da sua dieta habitual; e
acessar conteúdos diferentes dos aferidos no exame.
Essa estratégia ajuda o aluno se a concentrar mais e ter um desempenho melhor no dia do exame.
Continue estudando na semana anterior ao 2º dia de Enem.
Pexels



G1 Educação