Enem 2022: inscrições começam nesta terça; veja TUDO o que você pode fazer com a nota | Enem 2022

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


O prazo de inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022 começa nesta terça-feira (10) e vai até 21 de maio. Com as notas da prova, o participante pode garantir vaga em instituição de ensino superior pública ou privada brasileiras e até em faculdades fora do país.

Cada oportunidade possui regras próprias e pode variar a cada instituição. Por isso, é importante conhecer todas as condições. Confira como a nota do Enem pode ser utilizada em cada situação.

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) é o meio pelo qual o Ministério da Educação (MEC) seleciona estudantes para vagas em cursos de ensino superior de instituições públicas. Para concorrer a uma vaga, o candidato precisa estar dentro da nota de corte do curso em questão, ou seja, precisa ter obtido uma nota igual ou maior à nota mínima definida para aquele curso.

Para o primeiro semestre de 2022 puderam participar do processo seletivo quem prestou o Enem 2021 e obteve nota superior a zero na redação. O candidato não podia ter participado da edição como “treineiro”, como é o caso de alunos que não concluíram o ensino médio e fazem o Enem para testar o seu desempenho.

O Programa Universidade para Todos (Prouni) é uma iniciativa do Ministério da Educação que oferece bolsas integrais e parciais em faculdades particulares.

Quem teve direito (no primeiro semestre de 2022):

  • apenas alunos que cursaram os três anos do ensino médio em escolas da rede pública
  • ou estudaram os três anos do ensino médio com bolsa integral em colégios privados (isto é, desde que sem pagar as mensalidades).
  • Ter renda familiar per capita de até 3 salários mínimos (R$ 3,636 mil de acordo com o reajuste vigente em 2022).
  • bolsa integral: renda familiar mensal per capita de até 1,5 salário mínimo (R$ 1.818);
  • bolsa parcial (50% da mensalidade): renda familiar mensal per capita de 1,5 a 3 salários mínimos (de R$ 1.818 a R$ 3.636).

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do governo federal que paga parte das mensalidades de estudantes em universidades e faculdades privadas, com a contrapartida de os beneficiários quitarem o financiamento após a formatura.

O crédito pode cobrir de 50% a 100% da mensalidade do curso, podendo ser a juros zero a uma escala de financiamento que varia conforme a renda familiar do candidato.

No primeiro semestre de 2022, o programa disponibilizou 111 mil vagas.

Puderam se inscrever no processo seletivo quem participou de qualquer edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) desde 2010, que tenha obtido média mínima de 450 nas cinco áreas do conhecimento e nota superior a zero na redação. O candidato devia possuir renda familiar mensal per capita de até 3 salários mínimos (R$ 3.636 em 2022).

Muitas instituições de ensino superior também oferecem desconto nas mensalidades utilizando a nota do Enem. Geralmente, o candidato não precisa prestar um vestibular próprio da universidade. O ideal é procurar a instituição para saber se elas oferecem bolsas e descontos conforme a nota no exame e quais são os requisitos.

Universidades internacionais

A nota do Enem também pode permitir que o candidato estude em uma faculdade fora do Brasil. Isso acontece porque o Ministério da Educação possui acordo com algumas instituições em países como Portugal, Inglaterra, França, Irlanda e Canadá. Em alguns casos, a instituição pode exigir que o interessado passe pelo processo seletivo local.

Instituições internacionais geralmente possuem calendários diferentes dos utilizados no Brasil. Então, é preciso ficar atento e pesquisar diretamente no site das universidades. É importante também que o candidato conheça as condições oferecidas em cada instituição.



Fonte: Fonte: G1