Enem 2021 recebe mais 280 mil inscrições

0
11


O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) informou, na última segunda-feira, dia 27 de setembro de 2021, que um número de 280.145 estudantes fizeram a inscrição na nova chamada do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021. Um novo período de inscrições que foi aberto para os estudantes que tiveram a isenção do pagamento da taxa de inscrição no ano de 2020, mas que faltaram no dia das provas e não justificaram a sua ausência.

Este número que foi divulgado pelo Inep na última segunda-feira, dia 27, representa um aumento de 9% no total anterior de estudantes inscritos no Enem 2021, que era de 3.109.762.

O novo período de inscrições no Enem foi do dia 14 de setembro até o dia 26 de setembro de 2021. Porém, é válido reforçar que a reabertura das inscrições da prova só foi direcionada para estes estudantes que fizeram a sua inscrição na edição anterior do Enem e que faltaram nas provas sem fazer a justificativa de ausência. Ou seja, o período de inscrições não foi reaberto para todos os públicos, como muitas pessoas estavam imaginando anteriormente.

Assim sendo, aqueles que fizeram a sua inscrição no Enem dentro deste novo prazo vão fazer as provas nos dias 9 e 16 de janeiro de 2022, exatamente os mesmos dias em que as provas vão ser aplicadas para os adultos privados de liberdade e jovens que cumprem medidas socioeducativas, que incluem, portanto, a privação de liberdade. É o chamado Enem PPL.

Para os demais participantes do Enem, que já tiveram a sua inscrição confirmada no exame, a realização das provas vai ser mantida nos dias 21 e 28 de novembro de 2021.

Enem registra queda recorde no número de inscrições

Logo ao final do primeiro período de inscrições do Enem 2021, que aconteceu do dia 30 de junho até o dia 14 de julho de 2021, o INEP registrou o menor número de estudantes inscritos desde o ano de 2005.

Neste ano, são apenas 3.109.762 estudantes inscritos, o que representa uma queda de aproximadamente 3 milhões a menos em comparação com os números da edição anterior da prova (Enem 2020).

Lembrando que este número havia sido impulsionado pela nova regra do Ministério da Educação (MEC), que determinou a proibição da isenção da taxa de inscrição para os estudantes que tiveram esse direito na edição anterior do exame, mas que não compareceram nos dias de aplicação das provas e não apresentaram uma justificativa. Porém, com a reabertura das inscrições sendo motivada por uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), esta nova regra foi revista.





Fonte: Fonte: R7